Deficientes visuais ganham acesso à leitura com tecnologia, na Feira do Livro

3973
Dorina2
Dorina2
Por Gerson Belchior
Durante a 22ª feira do livro em São Paulo, a stand da fundação Dorina Nowill para cegos chamou a atenção pelo incrível potencial de acessibilidade à cultura que o uso da tecnologia pela fundação está trazendo.
Opções de acessibilidade em destaque:

  • Títulos infantis com letras ampliadas, em Braille e imagens coloridas em alto relevo, para ajudar a criança deficiente visual na escola.
  • A Biblioteca Circulante de Livro Falado, livros e revistas gravados em estúdio da fundação no formato MP3, para emprestar gratuitamente a todas as pessoas com deficiência visual residente no Brasil.
  • Livros no formato Daisy, disponibilizados gratuitamente para todo Brasil… Você conhece o Daisy?

Formato Daisy:

É um formato de livro que permite que pessoas que apresentam algum tipo de limitação à leitura, como idosos, disléxicos e pessoas com deficiência visual, visualizem o conteúdo do texto em vários níveis de ampliação e ouçam simultaneamente em voz sintetizada.
O livro Daisy é editado com notas de rodapé opcionais, marcadores de texto, soletração, leitura integral de abreviaturas e de sinais, além da pronúncia correta de palavras estrangeiras. 
Além de disponibilizar os livros gratuitamente para todo Brasil, a fundação também tem o Dorina Daysy Reader, ou DDReader, um aplicativo aberto, e gratuito, para a leitura de livros digitais no formato Daisy.
Foi desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill para Cegos para integração total com os arquivos nesse formato, produzidos em qualquer parte do mundo.
Possui versões em português, inglês e espanhol.
Na feira foi possível testar o sistema (foto) –  e a qualidade é altíssima.
Por meio do teclado o usuário consegue operar todo o sistema de forma muito simples e curtir a leitura de forma muito natural.
Confira mais:
No site da Fundação Dorina: http://www.fundacaodorina.org.br