Amigos usam tragédia de surfista para salvar outras vidas

1256
|
|

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNoticiaBoa

Nada vai trazer de volta a vida do paisagista e surfista Bruno Faria, de 25 anos, mas amigos e familiares decidiram usar a tragédia que aconteceu com ele para salvar outras pessoas.

Bruno morreu enquanto trabalhava na manhã do último dia 31 de Dezembro. Ele encostou em um fio elétrico desencapado e sofreu um choque forte, que o fez desmaiar.

O jovem foi levado para o único posto de saúde no vilarejo onde morava, em Barra Grande, na Bahia, mas o local não tinha os equipamentos como o desfibrilador, que poderia ter salvado a vida dele.

O posto funciona graças a voluntários e é o único lugar para onde a comunidade pode ir em caso de emergências médicas.

O hospital mais próximo está em Camamu, a 40 minutos de distância.

Equipar o posto

Mesmo ainda chocados com a tragédia, amigos e familiares de Bruno decidiram equipar o posto de saúde para evitar novas vítimas.

Eles lançaram uma campanha na internet, o chamado crowdfunding, para arrecadar 10 mil reais.

“Gostaríamos de pedir ajuda a todos que puderem doar qualquer quantia que ajude com os custos de funeral e outras despesas imediatas, alem de fornecer ao único posto de saúde (que é precário) equipamentos e suprimentos médicos que provavelmente poderiam ter salvado a vida dele”, pede a campanha.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

O Bruno

“Meu primo Bruno tinha apenas 25 anos e era cheio de vida. Ele era doce, responsável, trabalhador, e um grande amigo para tantas pessoas. Mas uma das maiores qualidades que ele tinha era seu coração generoso e grato. Ele era um paisagista muito talentoso que amava a natureza e o mar. Ele também era um filho dedicado, que trabalhava ao lado de sua mãe para ajudar a sustentar a família”, diz o relato da prima, organizadora da campanha.

Para ajudar a campanha, que vai até o dia 15 de fevereiro, clique aqui 

O pedido de doação online, tem as páginas nacional e internacional.

Da redação do SóNotíciaBoa.