Abolicionista estampa nota de 20 dólares no lugar de escravocrata

890
Foto: Reuters||||
Foto: Reuters||||

Harriet Tubman, uma ilustre personalidade da luta contra a escravidão nos Estados Unidos, será a primeira mulher a estampar uma nota de dólar nos Estados Unidos, possibilidade adiantada pelo SóNotíciaBoa no ano passado.

Será a primeira vez que uma mulher vai figurar em notas da moeda americana. Tubman vai substituir o ex-presidente norte-americano Andrew Jackson na nota de 20 dólares.

A mudança foi anunciada pelo Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jack Lew, nesta quarta-feira, 20.

Um fato irônico após o anúncio da escolha de Tubman está chamando atenção. O ex-presidente, que estampa as notas atualmente, era um proprietário de escravos.

Harriet Tubman foi registrada como se tivesse nascido em 1820, porém, como a maioria dos escravos da época, a data e o local de nascimento não podem ser confirmados.

Em 1849, Harriet Tubman conseguiu fugir, migrando do Estado de Maryland para morar na Pensilvânia.

Já com a liberdade conquistada, ela iniciou o trabalho de ajuda a negros que ainda eram mantidos em condições de escravidão.

ex-escrava-dolar-close-3
Foto: Reuters

Seu trabalho e coragem a tornaram um símbolo nos Estados Unidos. Tubman morreu em 1913, aos 91 anos de idade.

Hegemonia rompida

A escolha de Tubman para as notas pôs fim à hegemonia masculina de homenagens nas notas de dólares.

O Departamento do Tesouro sofreu forte pressão para escolher uma mulher.

“Quando anunciei, em junho do ano passado que faríamos uma nova estampa com caracterização e homangem a uma mulher, esperava encorajar um debate nacional sobre as mulheres em nossa democracia. A resposta foi poderosa”, disse o secretário Jacob Lew em comunicado à imprensa.

O governo lançou uma enorme campanha de consultas para conhecer os nomes favoritos.

Entre as finalistas se destacaram Eleanor Roosevelt, feminista e defensora dos direitos humanos, e a líder da luta contra a segregação racial, Rosa Parks. Durante o anúncio da homenagem à Tubman, as autoridades anunciaram que vão manter o fundador do Departamento do Tesouro, Alexander Hamilton, na cédula de 10 dólares.

“Todos vocês que participaram das discussões em suas prefeituras, debates em mesas redondas sobre o assunto, fizeram-se ouvir. Foram mais de um milhão de respostas enviadas via e-mail e também correio. Recebemos cartas, tweets e inúmeras intervenções via redes sociais. Agradecemos por vocês compartilharem este sentimento tão apaixonado por mudanças positivas”, ponderou o Secretário Jacob Lew.

Com informações da Reuters

Tradução: Rodrigo Lins – Correspondente SNB nos EUA