Policiais doam prêmio da Mega para menina fazer cirurgia na Europa

7496
Foto: arquivo pessoal
Foto: arquivo pessoal

Policiais militares e civis de Santo André, cidade do ABC paulista ganharam na Mega Sena da Virada. Foram 210 pessoas que acertaram a quadra e ganharam cerca de R$ 3 mil no  bolão.

Mas em vez de dividir o prêmio eles doaram o dinheiro para a família de uma menina de 12 anos que precisa fazer uma cirurgia com urgência na Europa.

Isabela Diringer, de 12 anos, está tentando arrecadar 500 mil reais para operar o intestino na Inglaterra.

“A gente sempre faz, todo fim de ano, um bolão. Dessa vez, fomos contemplados com a quadra e todos do grupo, em sociedade, concordaram em doar essa quantia para a família”, contou ao UOL o cabo da PM Ricardo dos Santos Sales, organizador do bolão.

Gláucia Marina Diringer, mãe de Isabela – e também cabo da PM – disse que a doação mostra “uma luz no fim do túnel”.

“Hoje em dia, as pessoas estão tão apegadas ao dinheiro. É muito renovador ver que existem pessoas que ainda têm o coração bom”, conta, emocionada.

História

Isabela é portadora de gastroesquise, uma malformação que faz com que o intestino se desenvolva para fora do corpo.

Segundo a mãe, essa condição fez com que a menina perdesse partes do intestino, que hoje é bastante curto: tem apenas 17 centímetros.

A doença impede que Isabela se alimente normalmente e também afetou seu desenvolvimento físico e neurológico.

“Ela tem 12 anos, mas com idade mental e tamanho de uma criança de 6”, esclarece a mãe.

Cirurgia na Inglaterra

Gláucia leu vários artigos científicos sobre a síndrome do intestino curto e descobriu um procedimento inédito feito na Inglaterra: nessa técnica, o intestino é aberto para que seja feita a reconstrução da vascularização.

“Entrei em contato com um médico da Inglaterra e ele me deu 92% de chances de o procedimento dar certo”, explica.

Segundo ela, a cirurgia vai possibilitar que Isabela tenha uma vida normal, com alimentação por via oral.

Campanha

A família criou uma campanha para arrecadar R$ 500 mil – bancar a viagem e a cirurgia – e um site para levantar o dinheiro.

Ainda falta arrecadar R$ 170 mil.

Isabela “está consciente da doença dela, mas isso não faz com que ela fique triste. Ela está confiante de que vai sair dessa situação”, conclui o cabo Ricardo Sales.

Com informações do UOL