Aluna resgata cão atropelado, faz vaquinha e salva “Pintado”

872
Fotos: reprodução / Facebook||
Fotos: reprodução / Facebook||

O que você faria se visse na rua um cachorrinho atropelado, em uma noite pra lá de fria?

Uma estudante de arquitetura de SC não teve dúvida: resgatou o bichinho, levou a um veterinário, fez uma vaquinha para pagar o tratamento e ainda arrumou um lar para o “Pintado”, nome que deu a ele.

O nome dessa heroína da vida real é Jessica Cabral, uma jovem de apenas 23 anos.

O caso aconteceu no último dia 10 em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, quando os termômetros marcavam 8 ºC.

Ele estava “muito machucado, com a pata quebrada e um profundo e longo corte na pata”, contou André Zampieri Alves -amigo de Jéssica – ao SóNotíciaBoa.

“O seu imenso coração não permitiu que a situação passasse batida pelos olhos e, [Jéssica] prontamente, acolheu o bichinho, que fatalmente morreria pelas graves lesões do atropelamento, ou pelo intenso frio que assolava aquela noite”.

Antes de pensar nos gastos que teria para tratar o cachorrinho, Jéssica agiu rápido para salvar a vida dele e pediu ajuda dos amigos pelo Facebook.

“Jéssica não se abalou com os altos custos que adviriam de um atendimento de um plantão veterinário e demais cuidados (exames, antibióticos etc etc) e rapidamente acionou amigos por meio das redes sociais para arrecadar fundos para o tratamento (um mini crowdfunding social) e encontrar um lar para o “pintando”, nome que o animalzinho recebeu”, conta André.

Solidariedade

Deu certo. Em menos de 48 horas a vaquinha virtual somou R$ 1 mil.

“Rapidamente a união fez a força e arrecadou-se o valor suficiente para tratamento do peludinho e de quebra o pintando encontrou um novo e amoroso lar. A clínica e os médicos veterinários também se solidarizaram com a causa e fizeram a sua parte concedendo descontos”, lembra.

“O procedimento está marcado para amanhã de manhã [dia 14] e o restante do dinheiro será utilizado para castrá-lo”, explica a página Ajude o Pintado, que traz um justo agradecimento aos doadores:

“A gente vê tanta maldade nesse mundo, que nossa fé na humanidade começa a padecer. Coisas e pessoas ruins estão estampadas todos os dias nos jornais, por isso a minha gratidão é tão grande a essas pessoas que não sei como fazer para agradecer. É preciso mostrar pra todo mundo que ainda existem pessoas do bem, que se sensibilizam com a dor alheia, pois para os animais não existe Minha Casa Minha Vida, SUS, e nem auxílio doença eles não escolhem ficar nas ruas”, diz a postagem.

Veja a lista dos doadores:

🐶 Fernanda Johann
🐶 Fernanda
🐶 Gessi Johann
🐶 Kate Adriany
🐶 Lilian Giongo
🐶 Luana De Paula Prudêncio
🐶 Mariana Melegari Camargo
🐶 Luciana dos Santos
🐶 Luiz Rodrigo Johann
🐶 Renata Lancarovichi
🐶 Susan Gauer
🐶 Pessoa não identificada

Novo lar

Agora Pintado passa bem e já tem um lar com amor e carinho.

“A adotante e nova tutora do Pintado é Márcia Cabral, residente em Balneário Camboriu/SC”, conta André.

A patinha quebrada - Foto: reprodução / Facebook
A patinha quebrada – Foto: reprodução / Facebook
Foto: reprodução / Facebook
Foto: reprodução / Facebook

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa