20 de março, Dia da Felicidade: use a força do sorriso

1878
Foto: reprodução / HappyHoli
Foto: reprodução / HappyHoli

20 de março. Hoje é o Dia Internacional da Felicidade, data criada pela ONU, Organização das Nações Unidas), em junho de 2012.

O International Day of Happiness, como é conhecido internacionalmente, foi criado para promover a felicidade e alegria entre os povos do mundo, evitar conflitos e guerras sociais, étnicas ou qualquer outro tipo de comportamento que ponha em risco a paz e o bem-estar das sociedades.

Sua origem vem do Butão, um pequeno país asiático, que se orgulha de possuir uma das populações “mais felizes do mundo”. Desde 1972, Butão adota a “Felicidade Nacional Bruta” uma prioridade acima do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

E apesar das tristezas que o Brasil enfrenta, de sorrir o brasileiro entende: povo que tem o riso no DNA.

Mas o que é ser feliz? É ter dinheiro? Boa posição social? Ter um carrão, uma mansão, viajar várias vezes ao ano?

A psicóloga clínica Luciane Rombaldi David explica que a felicidade não está na la frente, em algo que você não tem ou sonha em ter.

Ser feliz é algo que vem de dentro para fora:

“Pessoas felizes são aquelas empoderadas de si mesmas, o que só é possível a partir do autoconhecimento. A busca da felicidade pode estar em detectar seus potenciais e buscar aperfeiçoá-los, reconhecer seus próprios limites e dividir tarefas do dia a dia com outras pessoas, por exemplo, abrindo mão do ideal de ser uma supermulher que dá conta de tudo sozinha.

E ela ensina alguns segredos:

É essencial conseguir dizer não para os outros
Não se deixe atropelar pelo desejo alheio e nem coloque a expectativa da própria felicidade no outro.

Tire um tempo pra si mesmo, para se curtir e buscar o que lhe dá prazer
Parar um instante para respirar, para se conectar com as coisas e as pessoas que fazem sentido, e também se permitir desconectar.

Faça o exercício de não comparar sua vida com a vida dos seus amigos
Vive comparando com o que vê postadas nas redes sociais? Pesquisas mostram o quanto isto é maléfico para a auto-estima. Por fim, cuide do corpo e da mente, busque algo no que acreditar e cerque-se daqueles que lhe fazem bem.”

Poder do sorriso

Nunca subestime o poder e o impacto do seu sorriso. Ele é capaz de transformar pessoas e situações.

A ciência mostra que sorrir é bom para você.

O psicólogo norte-americano David Chamberlain estudou a atividade cerebral em lactentes desde o nascimento.

Ele diz que ao contrário da crença popular, os primeiros sorrisos não são apenas “gases”.

Os centros de sorriso no cérebro são ativos desde um estágio pré-natal muito inicial de desenvolvimento, e agora são considerados uma parte importante da aprendizagem de como lidar com o mundo, mesmo antes de ver nosso primeiro vislumbre da luz do dia, de acordo com o Smile! The The Powerful Science of Smiling.

E mesmo aquele sorriso tímido, de canto de boca, faz bem.

Estudos de ondas cerebrais revelaram que isso é suficiente para ativar os centros de prazer no cérebro. Experimente!

O sorriso pode ser mais útil para desativar uma situação negativa do que qualquer persuasão.

É a maneira mais fácil de elevar o dia de alguém, inclusive um estranho que pode estar passando por momentos difíceis.

Com informações do CandenlarRDonna e GNN