14 dicas simples para aumentar sua felicidade: de comer a dormir

4145
Foto: Reprodução Daily Mail
Foto: Reprodução Daily Mail

Dicas de felicidade. A ciência revela 14 maneiras simples para fazer as pessoas se sentirem mais felizes.

De comer chocolate amargo a beber chá verde – para agradecer e meditar – as mudanças no estilo de vida podem fazer uma grande diferença no humor do ser humano.

São informações colhidas na Science, American Journal of Clinical Nutrition, Journal of Experimental Psychology, e universidades da Califórnia, Harvard, e University College London.

Os estudos sugerem que coisas simples como reorganizar sua mesa podem aumentar a felicidade em até 40%.

Outras dicas, publicadas esta semana pelo Daily Mail incluem ter bastante sono e passar parte do seu tempo na natureza. Veja os 14 pontos abaixo:

Felicidade é prioridade

As pessoas mais felizes do mundo colocam a felicidade como prioridade, o que lhes permite dar mais àqueles que as rodeiam.

Aprecie as pequenas coisas

Pequenas explosões de alegria fazem uma grande diferença para o bem-estar das pessoas.

Socialize com pessoas felizes

De acordo com estudo realizado pelas universidades da Califórnia e de Harvard, ter um amigo feliz faz com que a pessoa aumento o seu contentamento em 9%.

Até mesmo ouvir alguém rindo desencadeia uma resposta na área do cérebro que é ativada quando as pessoas sorriem, de acordo com pesquisa da University College London.

Seja grato

Ser grato melhora a autoestima, diminui sentimentos negativos, reduz comparações sociais, aumenta a resiliência e constrói laços sociais, de acordo com a psicóloga Dr Sonja Lyubomirsky.

Escrever uma lista semanal de coisas pelas quais você é grato é mais eficaz do que fazê-lo todos os dias, acrescenta ela.

Reorganize a mesa de trabalho

Um estudo publicado no Journal of Experimental Psychology descobriu que os funcionários que deixam em ordem suas áreas de trabalho são 40% mais felizes e 32% mais produtivos.

Seja voluntário

As pessoas que se voluntariam regularmente correm menos risco de depressão, sugere a pesquisa.

Quarenta estudos ao longo de 20 anos descobriram que a doação diminui a depressão, aumenta a satisfação com a vida e reduz o risco de morte prematura das pessoas em 22%.

Durma, vale mais que dinheiro

De acordo com o psicólogo Norbert Schwarz: “Ter 60.000 libras a mais em renda anual – cerca de 240 mil reais – tem menos efeito sobre sua felicidade diária do que ter uma hora a mais de sono por noite”.

Ter apenas seis horas e meia de olho fechado está associado a uma maior resposta ao estresse, de acordo com um estudo da Universidade de Surrey.

Fique perto da natureza

Estar na natureza reduz os níveis de estresse e aumenta a saúde mental, de acordo com um estudo publicado no Jornal Internacional de Pesquisa Ambiental e Saúde Pública.

Viver perto de árvores, grama e flores reduz a ansiedade e a depressão mais do que residir em áreas com menos de 10% de copas das árvores.

Medite

A meditação pode mudar a estrutura do cérebro.

Um estudo do Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia descobriu que as pessoas que meditam têm córtex mais fortes e espessos, que é a área do cérebro que processa a emoção.

Estudos também sugerem que a meditação torna as pessoas menos solitárias.

Gaste dinheiro com os outros

Um estudo publicado na Science fez com que os pesquisadores dessem £ 3 ou £ 12 a 46 pessoas com a instrução de gastar o dinheiro até as 17h.

Alguns foram instruídos a gastar consigo mesmos e em outros a comprar um presente para alguém ou doá-lo para caridade.

Aqueles que deram seu dinheiro foram mais felizes.

Coma chocolate amargo

Um pequeno quadradinho de chocolate amargo faz com que o cérebro libere endorfinas que fazem você se sentir bem e aumente os níveis da chamada serotonina, o “hormônio feliz”.

Busque o chocolate mais escuro que você pode encontrar. Os de leite tem muito açúcar.

Tire da cabeça que não pode ser mais feliz

Estudos mostram que pensar que você poderia ser mais feliz se fosse apenas mais magro, mais rico ou mais inteligente é incorreto.

Beba chá verde

De acordo com estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, as pessoas que bebem pelo menos quatro xícaras de chá verde por dia são 44% menos propensas a sofrer de depressão do que aquelas que consomem apenas uma porção.

Acredita-se que o aminoácido do chá verde, a teanina, reduz a ansiedade e estimula as ondas cerebrais que fazem as pessoas sentirem-se relaxadas, além de alterar os níveis de hormônio do bem-estar.

Faça exercício

Exercício pode ser a última coisa que você sente vontade de fazer quando está para baixo, no entanto, a pesquisa sugere ele que reduz a insônia, aumenta a produtividade e melhora a saúde geral.

Com informações do Daily Mail