Poder da notícia boa na vida da gente será discutido em Fórum

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Assistir a três minutos de notícias negativas na manhã faz os telespectadores ficarem 27% mais propensos a contar que têm um “mau dia” e a sensação permanece depois, se prolongando por até oito horas.

A pesquisa da Universidade da Pensilvânia (EUA), feita em conjunto com o Huffington Post e postada em 2015,  mostrou que aqueles que assistiram a histórias boas, transformadoras, relataram ter um “bom dia” em 88% do tempo.

Outra pesquisa, feita pela Universidade Sussex (Reino Unido) mostrou que telespectadores submetidos a um boletim de notícias inteiramente negativas disseram que ficaram mais ansiosos e tristes do que aqueles que assistiram a um boletim de notícias positivas.

“Notícias positivas melhoram a saúde mental dos espectadores, agregam na audiência e nas marcas dos patrocinadores que estão relacionadas a estas boas histórias”, disse em entrevista ao SóNotíciaBoa o jornalista Renato Martins, entusiasta da comunicação positiva.

“Não se trata de esconder os fatos: a ideia é apenas equilibrar o noticiário, ajudando a encontrar soluções em vez de apenas relatar problemas. Uma história de superação, um exemplo de solidariedade, um novo serviço público de utilidade são exemplos de boas notícias”, explica o jornalista.

Num mercado de informações tão carregadas, pesadas e sensacionalistas, Renato acredita que cresce a necessidade de reportar bons exemplos da sociedade, além de trazer informações inovadoras e transformadoras que ajudem na vida das pessoas.

Fórum brasileiro

Renato e um grupo de jornalistas, educadores e pesquisadores vem, desde 2014, trabalhando a pauta positiva em diversos meios de comunicação e instituições.

As ideias, iniciativas e cases de sucesso serão discutidas na semana que vem na 2ª edição do Fórum Atitude Positiva, em Canela, no Rio Grande do Sul – que tem apoio do SóNotíciaBoa.

Neste ano, o Fórum vai falar sobre a necessidade de reportar histórias que contribuam para um jornalismo mais altruísta e construtivo.

Os convidados vão analisar o atual quadro político e midiático do país, a partir do tema “Brasil pós-eleições: que notícias queremos contar em 2019?”.

Debatedores

Os debatedores convidados são

  • O professor doutor em Ciências da Educação e palestrante internacional, Max Haetinger
  • A jornalista e apresentadora do SBT Esporte RS, Débora de Oliveira
  • O doutor em Comunicação Social com Pós-Doutorado no Instituto de Estudos Jornalísticos, Luciano Klöckner e
  • A doutora em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Maria Carolina Rosa Gullo.

A mediação do debate e curadoria do evento é do jornalista, professor e palestrante Renato Martins. A apresentação será do comunicador Bráulio Ricardo.

O evento é gratuito e aberto à comunidade, que poderá compartilhar suas ideias, cases e ações positivas.

O Fórum será na próxima sexta-feira, 14, no auditório da UCS, das 9h às 12h.

Serviço
2º Fórum Atitude Positiva
Dia 14 de dezembro, sexta-feira,
Local: no auditório da UCS em Canela, RS
Horário das 9h às 12h

Inscrições gratuitas
Faça sua reserva no site www.sympla.com.br – Digite “ATITUDE POSITIVA”
ou acesse http://bit.ly/segundoatitudepositiva

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa