Ex-desabrigado adota rapaz que foi abandonado 2 vezes

Peter e Tony em casa - Foto: reprodução / Instagram
Peter e Tony em casa - Foto: reprodução / Instagram

As voltas da vida! Um ex-desabrigado, que morou nas ruas quando menino, adotou um adolescente que foi abandonado duas vezes… E duas semanas depois da boa ação, o novo pai recebeu um presente inesperado: conseguiu a cidadania norte-americana.

Peter Mutabazi, 37 anos, se comoveu com a história de Anthony, ou Tony como é chamado. O adolescente, de 13 anos, foi entregue para a adoção pelo pais biológicos quando tinha 2 anos.

Depois, ele foi abandonado novamente aos 10 anos, quando os pais adotivos o deixaram em um hospital e não voltaram mais.

Peter, que também cresceu sem os pais, sabe bem o significado da palavra solidão e da importância de ter uma família.

“Cresci em Uganda. Cresci entre os mais pobres. Não tive uma boa infância. Fugi de casa e me tornei um garoto de rua.” contou Peter Mutabazi à Fox46.

A adoção

Peter trabalha em uma organização humanitária que ajuda crianças necessitadas em Charlotte, nos EUA.

Ele contou que tomou a decisão de adotar enquanto trabalhava e morava em Oklahoma em 2017.

Solteiro e sem filhos, ele tinha dois quartos vagos que poderiam ser usados para ajudar ao próximo.

Mas pensou que ser um “homem solteiro” o tornaria inelegível para a adoção. E estava errado.

Peter se inscreveu para receber jovens em processo de adoção em sua casa durante os fins de semana e Anthony foi um dos que ficaram hospedados lá.

A boa relação entre os dois, desde os primeiros contatos, fez com que Peter decidisse entrar com um pedido de adoção.

O processo levou dois anos até que pai e filho fossem reconhecidos pela justiça e oficialmente formarem uma família, no final do ano passado.

“Eu entendo de onde [essas crianças] vêm. Alguém interveio para me ajudar e agora eu adotei o meu mais velho”, disse.

Cidadão americano

Duas semanas depois da adoção, Peter Mutabazi recebeu outra notícia boa.

Ele se tornou um cidadão americano e comemorou nas redes sociais.

“Hoje me tornei um cidadão americano: estou orgulhoso, agradecido, grato e esperançoso! Um pai e um cidadão americano em apenas duas semanas… não consigo descrever em palavras a alegria em meu coração e em casa após uma longa e longa jornada”, escreveu.

Agora, feliz da vida, ele compartilha a jornada com seu filho recém-adotado no Instagram.

Ele diz que nada mudou entre os dois, exceto o sobrenome de Anthony.

“Podemos parecer diferentes ou, às vezes, tratados de maneira diferente, mas [temos] um ajuste perfeito. Verdadeiramente abençoado por chamá-lo de meu filho!”, concluiu Peter.

 

Com informações da Fox46

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no: