EUA e Canadá reacendem luzes de Natal: “esperança” contra Coronavírus

Luzes de Natal em março - Fotos: reprodução / TwitterLuzes de Natal em março - Fotos: reprodução / Twitter

Enquanto italianos cantam nas varandas, espanhóis aplaudem profissionais de saúde e portugueses distribuem bilhetes oferecendo ajuda a idosos, americanos e canadenses estão reacendendo as luzes de Natal em pleno mês de março, em busca de esperança contra o coronavírus.

Trancados por causa da pandemia, moradores estão postando nas redes sociais fotos de suas casas iluminadas e pedindo que outras pessoas façam o mesmo, para espalhar um pouco de alegria em tempos de medo e tensão.

“Hoje, alguns de meus vizinhos decidiram que precisávamos de um pouco mais de luz nesse período sombrio e decidimos acender as luzes de Natal novamente. Espero que isso traga um sorriso para você como o meu”, escreveu uma mãe canadense no Twitter nesta quarta-feira, 18.

“Precisamos de mais esperança, bondade e alegria neste momento de escuridão e incerteza, então liguei de volta as luzes de Natal na minha varanda”, postou no Twitter o apresentador de rádio do Tennessee, Kimber Tomlinson, nesta terça-feira, 17.

Alguns dizem que estão reacendendo as luzes para animar as pessoas em quarentena, ou apenas para lembrar ao mundo que ainda há luz e esperança.

Início da onda iluminada

O início da manifestação silenciosa teria vindo do pai de Wisconsin, Lane Grindle, um dos primeiros a sugerir o uso de luzes de Natal para ajudar as pessoas a sobreviver em tempos de pouca interação social.

“E se todos nós acendermos nossas luzes de Natal?…Então poderíamos entrar no carro, dirigir por aí e olhar para elas. Parece uma atividade social justa de distanciamento”, escreveu no último domingo.

“Há tempos sombrios pela frente, mas ainda posso colocar amor e luz no mundo”.

“Meu filho mais novo estava entediado hoje e disse: ‘podemos colocar luzes de Natal em nossa árvore lá fora para nos animar?'”, disse Mike Griffin, morador de Rhode Island, EUA, em um tweet na terça-feira.

“Precisamos de mais esperança, bondade e alegria neste momento de escuridão e incerteza, então liguei minhas luzes de Natal na varanda”.

Quarentena

Os EUA estão entre vários países que adotam medidas cada vez mais rigorosas para conter a disseminação do COVID-19.

Milhões de americanos estão trabalhando em casa, vários distritos escolares em todo o país cancelaram as aulas e empresas fecharam em todo o país.

Em São Francisco, uma ordem drástica de fechamento emitida nesta segunda-feira obrigou 7 milhões de pessoas a ficar em suas casas, a menos que precisem comprar comida, suprimentos médicos ou outros itens essenciais.

O prefeito de Blasio disse que está considerando uma ordem semelhante para Nova York.

Veja algumas postagens no Twitter de casas iluminadas:

 

Com informações do NYDailyNews

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no:

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.