Sonho dos 13 anos vira realidade e brasileira transforma vidas na PB

Mestra Doci e os alunos - Foto: divulgação
Mestra Doci e os alunos - Foto: divulgação

O sonho de uma menina de 13 anos se materializou e hoje, adulta, ela ajuda a transformar a vida crianças e adolescentes do Vale do Gramame, em João Pessoa, na Paraíba, onde vivem 8 comunidades urbanas, rurais, quilombolas e indígenas. São quase 25 mil habitantes e 70% deles sobrevivem de benefícios sociais.

Quando criança, em Alagados, Salvador, a garota Maria dos Anjos Mendes Gomes escutou da mãe que “pobre não podia sonhar”, que gente como eles tinham necessidades e trabalhavam para supri-las. Que não cabia o sonho dentro daquela realidade.

Aquelas palavras duras entraram como faca no coração da menina, que foi chorar no colo da avó… mas felizmente, ouviu palavras bem diferentes. A idosa explicou a Maria dos Anjos que “ninguém é dono do destino do outro” e que ela poderia ser e sonhar o que quisesse, desde que se dedicasse a isso. “Você não escolhe onde nasce, mas escolhe onde morre!”, aprendeu.

Daquela conversa, Maria escreveu um de seus livros, com os sonhos de vida, sem saber que registrava ali sua missão na Terra.

A virada

O tempo passou e aquela garotinha sonhadora cresceu, estudou, se formou e passou em concurso público. Saiu da linha da pobreza e teve sua vida transformada.

Durante um tempo como servidora, não recebeu seus salários com regularidade, o que fez com que ela recebesse uma quantia razoável de uma única vez. “Estou rica!”, disse ela quando viu a quantia.

E a vida de Maria dos Anjos virou de cabeça pra baixo. Ela se mudou para João Pessoa e começou a escrever a nova história em terras paraibanas.

Um dia, mexendo em suas coisas, Maria encontrou o velho livro onde tinha escrito seus sonhos de vida e nele, leu as seguintes palavras: “quero ensinar pessoas da minha classe social que sonhar é possível”.

Rever a frase depois de adulta fez Maria dos Anjos entender que era hora de ser o orgulho daquela menina de 13 anos.

E ela achou o lugar perfeito para trabalhar com crianças e adolescentes que já não sabiam mais o que é sonhar: na área rural de João Pessoa, onde começou os trabalhos em 2004.

Transformando vidas

Maria dos Anjos, conhecida como Mestra Doci, criou a Congregação Holística da Paraíba – Escola Viva Olho do Tempo, a EVOT, uma associação sem fins lucrativos, com certificação de OSCIP, e credenciada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Hoje a escola atende a mais de 100 crianças e adolescente do entorno e atua em duas frentes: com a preservação de olhos d’água (neste terreno existem 8 nascentes).

“Começamos juntos uma caminhada sem pena, mas com compaixão sempre! Devemos ter compaixão pelo outro, e não pena. Trabalhamos com autoconhecimento para fortalecer o sentimento de comunidade, a identidade cultural e o pertencimento ao seu espaço e aos seus valores éticos, morais e culturais, além do contato permanente com a natureza”, afirma Mestra Doci.

Os Caçadores de Bons Exemplos, Iara e Eduardo, conheceram essa mulher incrível e se encantaram com ela.

“É incrível ver o potencial do sonho de uma criança. Quando conhecemos a Mestra Doci, era nítido que os olhos dela, ainda hoje, são os mesmos daquela menina de 13 anos, que escolheu usar da maturidade de uma mulher independente e bem sucedida para realizar a missão de educar, amar e acolher centenas de crianças que não precisam de muito, só de alguém para dizer a elas: ‘sonhe e lute para torná-los realidade!”, contam Iara e Eduardo

A EVOT fortalece valores, promove a socialização, a cooperação, a solidariedade, a disciplina e o espírito de equipe por meio do esporte. As atividades despertam a consciência ambiental e a valorização da cultura local, tendo como pano de fundo o Rio Gramame, que banha o litoral do estado da Paraíba.

Lá são desenvolvidas atividades de judô, ginástica rítmica, capoeira, futebol de campo, vôlei, trilhas ecológicas e jogos populares.

E qual o sonho da Mestra Doci hoje?

“Isso aqui já é um sonho! Estou vivendo um grande sonho. A grande magia hoje para mim é sonhar o sonho do outro”, concluiu.

Alunos da EVOT - Foto: divulgação
Alunos da EVOT – Foto: divulgaçãoAlunos da EVOT – Foto: divulgação
Mestra Doci - Foto: divulgação
Mestra Doci – Foto: divulgação

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa – com Caçadores de Bons Exemplos