Golfinhos cor-de-rosa voltam a nadar em Hong Kong após pandemia

Foto: reprodução Naomi Brannan
Foto: reprodução Naomi Brannan

Os raros golfinhos corcunda do Oceano Pacífico, conhecidos como golfinhos cor-de-rosa, retornaram às águas ao redor de Hong Kong depois da redução do tráfego de balsas provocada pela pandemia do coronavírus.

Os cientistas dizem que as espécies ameaçadas geralmente evitam a movimentada região do Delta do Rio das Pérolas, no sudeste da China, mas nos últimos meses, o número de golfinhos aumentou.

“Essas águas, que já foram uma das vias mais movimentadas de Hong Kong”, agora estão muito calmas, conta a Lindsay Porter, Cientista Marinha da Universidade de St. Andrews

Surpresa

Os avistamentos aumentaram 30% desde março do ano passado, quando apenas 52 dos cerca de 2.000 golfinhos entraram nas águas ao redor das cidades.

Isso permitiu que Lindsay Porter, bióloga marinha tivesse uma rara oportunidade de estudar o aquático mamífero.

Colocando microfones na água, ela e sua equipe descobriram que os golfinhos se adaptaram mais rapidamente do que se poderia esperar, à queda no tráfego do delta.

Recuperação

Porter explicou à Reuters que os governos locais ainda não fizeram esforço para proteger os golfinhos.

No entanto, ela tem esperança de que a velocidade de recuperação da população por causa da COVID-19 possa dar uma chance à espécie ameaçada.

Cidades em todo o mundo têm notado a presença de mais animais selvagens nas ruas e canais após o lockdown da COVID-19, desde cães selvagens em cidades australianas até peixes nos canais de Veneza.

Veja o registro inédito da cientista:

Com informações do GNN