Menina vende pulseiras em troca de alimentos pra necessitados

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Giovanna Barbosa Alexandre, de apenas 6 anos, usou a própria habilidade de fazer pulseiras de miçanga pra ajudar necessitados

Ela já presenteava professores e amigos, mas depois que descobriu que muita gente estava passando necessidades durante a pandemia, resolveu arregaçar as mangas.

Gi, como é conhecida, mora em São Gonçalo, no Rio de Janeiro e vende as ‘bijus’ pelo instagram também.

“Eu vi pessoas tristes sem ter o que comer e fiquei com pena. Me coloquei no lugar delas e imaginei como é”, contou a pequena Gi.

Cestas básicas

A ideia era doar cestas básicas e foi então que a menina começou a trocar as pulseiras, que “faz rapidinho”, por um quilo de alimento.

Em dois meses, Gi já confeccionou mais de 50 pulseiras. Na primeira doação, ela distribuiu dez cestas básicas na região onde mora, no bairro do Rocha.

“Eu amei ir entregar os alimentos”, disse Gi.

“Fiquei orgulhosa de ver uma criança desenvolvendo empatia em um mundo tão difícil. Toda a família ficou bem surpresa com a iniciativa dela e quis ajudar: pais, avós, tias…”, contou a mãe, Martha Barbosa Alexandre, 37 anos.

Família reunida

Montar as pulseiras acabou entrando na rotina da família.

“O pai senta com ela e ajuda a fazer, inventa novos modelos. Gosta muito”, conta Martha.

No início, havia só pulseiras infantis, agora com a demanda de adultos, já criaram outros estilos.

A mãe explica que a menina participa da entrega, mas todos os protocolos de segurança são seguidos:

“Vai de máscara e passa álcool gel toda hora”, diz.

Quem se encantou com a ideia e com as pulseiras da Gi, pode adquirir pelo instagram pra ajudar na campanha de arrecadação de alimentos.

Fotos: Arquivo Pessoal
Fotos: Arquivo Pessoal

Com informações do Rio de Boas Notícias