Homem-Aranha estivador é premiado por alegrar crianças em hospitais

Foto: reprodução Pozitizie
Foto: reprodução Pozitizie

Mattia Villardita chamou a atenção nas últimas semanas por fazer o bem fantasiado de Homem-Aranha. Ele trabalha no porto como estivador e, há 3 anos, leva presentes para crianças internadas nos hospitais.

Mattia tem 27 anos e recebeu do presidente da Itália, Sergio Mattarella, o título de Cavaleiro da Ordem do Mérito da República, entre 36 personalidades premiadas.

O motivo da condecoração é “pelo seu altruísmo e pelas iniciativas criativas com que contribui para aliviar o sofrimento dos mais jovens doentes internados em hospitais”.

Herói estivador

Mattia é operador no terminal portuário de Vado Ligure, na Ligúria.

Também é conhecido no esporte, em competições juvenis do futebol de Savona.

Mas uma doença congênita o afastou e ele teve que enfrentar várias cirurgias até os 14 anos.

Há três anos, disfarçado de Homem-Aranha, ele visita pequenos pacientes das enfermarias pediátricas da Ligúria.

E desde então foi visto desde os hospitais de Imperia até os de Gaslini, em Gênova, passando pela ala pediátrica de San Paolo di Savona .

Ideia

O Homem-Aranha italiano é fundador da Supereroincorsia , grupo de jovens voluntários que, vestidos de heróis, dão sorrisos e momentos de despreocupação aos jovens.

“Tenho problemas de saúde desde o nascimento, por isso sou sensível ao assunto e sempre fiz trabalho voluntário. Esta ideia nasceu há dois anos, quando o chefe da pediatria do San Paolo disse que precisava de um computador para seus pequenos pacientes. Daí então eu fui doá-lo vestido de Homem-Aranha e daí não parei mais”, conta o super-herói dos hospitais italianos.

Espalhar o bem

Mattia disse que sempre está preparado pra ajudar e por isso o traje de ‘spiderman’ está sempre à mão.

“Quando preciso, visto a fantasia que, às vezes, está por baixo da roupa. Estou pronto para me envolver, para dar uma mão. Gosto da sensação de ajudar. Eu acredito que é a minha missão de vida”, revela.

Segundo o Homem-Aranha da Ligúria, espalhar o bem é necessário.

“Sim. É essencial. Estou feliz que a minha história tenha se espalhado. Todos os dias ouvimos coisas negativas que afetam nossa mente e afastam as pessoas. Eu acredito que o bem deve ser visto pra inspirar outras pessoas a fazer o mesmo”, disse Mattia ao Pozitizie.

Mattia em visita à crianças doentes Fotos: Instagram
Mattia em visita à crianças doentes Fotos: Instagram

Foto: Instagram
Foto: Instagram

Com informações do Il SecoloPozitizie