Menina que criou escola em barraco de taipa terá colégio de verdade

Escola em barraco de taipa ajuda 30 crianças que ficaram sem estudar na pandemia. - Foto: Neyara Pinheiro
Escola em barraco de taipa ajuda 30 crianças que ficaram sem estudar na pandemia. - Foto: Neyara Pinheiro

Érika tem apenas 12 anos, mas uma maturidade de gente grande! Foi dela a ideia de criar uma escola em barraco de taipa, para que as crianças da comunidade pudessem continuar os estudos durante a pandemia.

E foi tanto amor envolvido no projeto, que a ideia ecoou e começa a trazer benefícios a todos. Sensibilizado, o governo anunciou que vai construir uma escola de verdade no local e a família da menina, que tirava o sustento do lixão, começou a ganhar ajuda financeira. Ela também ganhou mais de R$ 150 mil numa vaquinha online.

No local não há nenhuma fachada. No entanto, a garota fez questão de fixar uma placa na frente da pequena escola: “Toda criança tem o direito de estudar”.

Com nome mais que apropriado, a Escolinha Esperança fica em uma ocupação irregular no município de Coelho Neto, no interior do Maranhão.

Lá, Érika dá aulas para alunos que ficaram sem aprendizado desde o início da pandemia porque não têm acesso ao ensino online. E tem sido uma grande motivação para as crianças da região.

Construção da escola

Érika começou a coletar tudo o que poderia servir de material. Além dos itens que a mãe e a irmã da menina conseguiram pegar em um lixão próximo, a comunidade doou livros usados, móveis e restos de lápis.

“Pensei em criar a escolinha porque vi que muitas crianças estavam sem ter aulas, vi que meus colegas estavam tristes”, conta a menina.

O barraco com paredes de barro e piso de terra batida é da família da Érika, que cedeu o local para a menina iniciar as aulas.

O bem vai e volta

A história de Érika se tornou conhecida após a jornalista Neyara Pinheiro, divulgar um vídeo mostrando o espaço e falando da determinação da pequena professora. Depois disso, Érika ganhou uma vaquinha online que já arrecadou mais de R$ 150 mil.

Uma equipe do governo do estado visitou a família da menina e o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, anunciou a construção de uma Escola Digna no local.

“A história dela inspirou. Nós iremos implantar o programa Escola Digna na comunidade dela, em parceria com a Prefeitura. Um espaço lúdico, de leitura, com sala de aula, para que ela possa continuar desenvolvendo isso que é uma vocação, que é um sonho”, comentou Felipe.

A família de Érika também foi beneficiada com ajuda financeira. Até então, eles tiravam todo o sustento do lixão que existe na região.

Veja o vídeo da Neyara, que mostra a história da Érika:

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa – Com informações do Brasil de Fato.