Fofurômetro nas alturas: bom humor para ajudar na adoção de animais

Gato para adoção na Associação Bem me Quer - Foto: reprodução / Instagram
Gato para adoção na Associação Bem me Quer - Foto: reprodução / Instagram

Eles são bonitos, peludos, ronronam, fazem massagens gratuitamente e estão em busca de um lar. E para ajudar na adoção dos bichinhos , uma ONG do Rio de Janeiro está fazendo uma campanha diferente, com criatividade e bom humor.

A “Bem Me Quer”, que fica em São Gonçalo, mostra fotos de gatinhos com legendas (fotos abaixo) e apresenta uma cartinha como se eles estivessem falando com a gente. Veja a desta gata:

“Gente, sério… Eu ando tão cansada de lar temporário que resolvi pedir pra um humano escrever pra mim. Eu realmente não sei como ele me entende tão bem, mas eu vou conferir cada linha antes de publicar. Eu sou uma gata linda e felpuda que passou por maus bocados. Eu não gosto de histórias tristes, mas a minha é de lascar”.

“O meu mundo era um apartamento e agora não sei quanto tempo vão aguentar ficar comigo. São muitos gatinhos. Sim, tem uma turma boa aqui, mas os humanos estão com dificuldades para cuidar de tudo. A única coisa que cada um de nós quer é um lar quentinho (pode ter ar condicionado), telado e que a gente possa se divertir”.

“Eu confesso, sou muito mais linda pessoalmente. Mas fizeram esse book aqui. Ahhhhhh como eu queria entrar no CATinder, mas aqui todo mundo é castrado, ok?”

A realidade

A protetora Virginia Maria conta que muitos dos bichinhos chegam machucados, mas recebem tratamento e carinho antes de serem colocados para adoção.

“Por aqui passam principalmente animais que foram atropelados, foram vítimas de maus tratos ou mesmo gatinhas que estão grávidas e não podem ter os filhotinhos na rua. Todos estão castrados. É só entrar em contato que nós enviamos fotos e deixamos o seu novo amigo em casa.”, conta ela.

As histórias de resgates são muitas e os finais felizes também.

Em um barracão de escola de samba, uma gatinha foi encontrada com cinco filhotinhos.

Um dos protetores conseguiu dono para quatro, mas acabou se apaixonando pela mãe, que foi adotada por ele mesmo.

Assim quatro filhotinhos acabaram conseguindo um novo lar, mas uma fêmea malhadinha ficou para trás. E ela espera por um lar definitivo.

Pandemia

Com a Pandemia as dificuldades aumentaram e muitos animais em situação de vulnerabilidade precisam ainda mais de apoio.

Hoje a Associação Bem Me Quer tem mais de sessenta animais, entre cães e gatos esperando para serem adotados. Se você mora no Rio de Janeiro e está em busca de um melhor amigo é só entrar em contato.

Onde encontrar seu novo amigo?

Acesse a página da Associação Bem Me Quer no Instagram.
WhatsApp: 021 981074950

Veja as fotos na galeria deles no Instagram e prepare o fofurômetro!

Por Alessandro Vieira, do Rio de Janeiro, para o Só Notícia Boa