Homem solteiro e gay adota menina abandonada em hospital

29979
Pablo e Mia inspiram outras famílias. - Foto: reprodução Instagram
Pablo e Mia inspiram outras famílias. - Foto: reprodução Instagram

Por ser um homem solteiro e gay, Pablo Fracchia, de 37 anos, achava que seria difícil conseguir autorização da justiça para adotar uma criança, mas o sonho de ser pai se realizou.

Pablo conheceu Mia porque ela foi abandonada, com apenas 4 dias de vida, em um hospital de La Plata, na Argentina. Foi quando se abriu a possibilidade de adotar a menina.

Hoje os dois mostram que nada é impossível e que não existe uma forma definida de família. Juntos, eles inspiram muita gente com o amor que sentem um pelo outro.

Menina morou no hospital por 1 ano

Pablo preencheu os papeis para adoção em 2017, mas foi apenas em 2019 que ele teve notícias do juizado de menores.

Um juiz local entrou em contato com Pablo, informando que havia uma garotinha abandonada, de 1 ano e 10 meses, morando em um hospital e precisando de família.

“Na Argentina, o processo de adoção geralmente não é difícil, mas é extremamente longo. O juiz de família é quem escolhe o pai e decide se você pode adotar o filho ou não. Então, no final, tudo se resume na sorte de encontrar um juiz sensível, aberto e inclusivo o suficiente para pensar que um homem solteiro gay pode ser um bom pai para um bebê”, afirmou Pablo.

Inspiração

Os papéis da adoção definitiva de Mia saíram no ano passado. Hoje, ela e o pai mostram que é possível ter uma família cheia de amor, independentemente de como ela foi formada.

Para acompanhar a rotina de Pablo e Mia, você pode segui-los no Instagram, pelo @pablitofrancchia

E veja como eles são lindos juntos!

Pablo e Mia. - Foto: reprodução Instagram
Pablo e Mia. – Foto: reprodução Instagram
Pablo e Mia no Natal. - Foto: reprodução Instagram
Pablo e Mia no Natal. – Foto: reprodução Instagram
Pablo e Mia. - Foto: reprodução InstagramPablo e Mia. - Foto: reprodução Instagram
Pablo e Mia. – Foto: reprodução Instagram

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa – Com informações de Pais & Filhos.