Universitários doam sangue para aumentar estoques em hemocentros

390
Universitários da UEM, Unicamp e PUC, se unem para doar sangue e salvar vidas - Foto: UEM
Universitários da UEM, Unicamp e PUC, se unem para doar sangue e salvar vidas - Foto: UEM

Várias iniciativas de jovens universitários pelo país vem ajudando a aumentar os estoques de sangue dos hemocentros, que ficaram prejudicados por causa da pandemia.

Algumas campanhas de doação destas universidades tem ajudado a fazer o bem e incentivam outros jovens a fazerem o mesmo.

Entre as campanhas está a da Universidade Estadual de Maringá, no Paraná, e também em Campinas, graças a uma verdadeira força-tarefa que reúne a Unicamp, PUC, Unieduk e São Leopoldo Mandic.

Além do TCC

Desde sempre, a universidade foi vista como um ambiente ligeiramente segregado da sociedade, mas diariamente são realizados projetos de extensão que contam com a participação de alunos para dialogar e ensinar a população nos mais variados eventos.

Além de provas, prazos, trabalhos em grupo, de se preocupar em como fazer um pré-projeto de TCC, os jovens universitários participam também de projetos de extensão na universidade para garantir sua formação.

Existem diversos exemplos de projetos de extensão que são direcionados para a participação da sociedade com a universidade, como por exemplo: cursinhos populares, museus, educandários, palestras, eventos educacionais e campanhas de arrecadação e doação.

Campanha ‘Todos por Um’

Sobretudo neste período pré-vestibular de 2021, é essencial ressaltarmos o caráter social das universidades, a fim de inspirar futuros alunos com histórias que mostram o lado mais humano das universidades e do ambiente universitário.

O primeiro caso de boa-ação retratado em campanha de doação de sangue foi realizado por cursos da área da saúde da Universidade Estadual de Maringá, a UEM, organizada por representantes de órgãos estudantis.

Além disso, a campanha contou com o apoio do órgão CCS, o Centro de Ciências da Saúde para estimular alunos, servidores, professores e a sociedade em geral a comparecer aos hemocentros para realização de doações de sangue.

Esta reportagem está disponível na página da Agência de Notícias do Governo do Paraná e, segundo a matéria, a chegada do inverno somada a permanência da pandemia de COVID-19 resultaram em uma redução drástica nos estoques do hemocentro de Maringá.

De acordo com o diretor científico do Centro Acadêmico de Medicina de Maringá, a campanha foi idealizada mediante a necessidade cada vez maior de integração e aproximação entre os cursos da área da saúde da UEM.

A campanha Todos Por Um teve início no começo da semana e se estenderá até o dia 6 de setembro, portanto, durante este período, a campanha está sendo realizada e o hemocentro de Maringá está aberto para recepção de novas doações.

Gincana do Bem

A campanha Gincana do Bem, de acordo com reportagem da jornalista Nice Bulhões para a revista A Cidade On, ocorre em Campinas e foi lançada pela Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas em parceria com o Hemocentro da Unicamp.

De acordo com Vagner de Castro, diretor do Serviço de Coleta do Hemocentro da Unicamp, as doações caíram em cerca de 20% devido, principalmente, à permanência da pandemia de COVID-19 e ao frio.

Todo este contexto e o baixo estoque fez com que a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas propusesse a campanha Gincana do Bem.

Além de sangue e plasma, as doações da gincana envolvem itens como: agasalhos, cobertores, alimentos, itens de higiene, equipamentos de proteção indiviidual e máscaras.

A ideia da campanha é estimular a doação destes itens através de uma competição que envolve os centros acadêmicos dos estudantes de medicina de diferentes universidades de campinas.

Estão participando da Gincana os centros acadêmicos da Unicamp, PUC-Campinas, Universidade São Leopoldo Mandic, e a Unieduk.

Para agendar doações de sangue ou plasma ou de quaisquer outros itens através da Gincana, basta entrar em contato com o time pelo qual você deseja realizar a doação

Time E-mail para contato
Time Unicamp diadtimeunicamp@gmail.com
Time PUC diadtimepucc@gmail.com 
Time São Leopoldo Mandic diadtimeslmandic@gmail.com 
Time Unieduk diadtimeunieduk@gmail.com

 

Ainda, as doações podem ser realizadas de qualquer lugar do Brasil para itens como alimentos não perecíveis, máscaras e produtos de higiene pessoal.

Contudo, para realização de doações de sangue ou plasma é necessário o comparecimento ao Hemocentro de Campinas.

Como é realizada e qual a importância da doação de sangue?

Existem diversos tipos de doenças e traumas físicos que exigem que diversos pacientes em todo território nacional necessitem de doações de sangue.

Vítimas de acidentes automobilísticos, portadores de doenças auto-imunes e genéticas, vítimas de traumas acidentais. Todos estes grupos necessitam diariamente da doação de sangue.

Logo, a doação é um ato de amor, generosidade e pode salvar vidas. De acordo com o site da CCR, a Clínica de Cardiologia e Reabilitação, uma única doação pode salvar até quatro vidas.

Contudo, nem todas as pessoas podem fazer doações de sangue, existem alguns critérios os quais você deve se encaixar para poder doar: 

  • Ter entre 16 e 69 anos
  • Pesar acima de 50 quilogramas
  • Ser saudável
  • Repousar por 6 horas na noite anterior
  • Não ingerir bebidas alcoólicas até 12 horas antes da doação
  • Situações temporárias que podem impedir a doação

Se você se encaixar em todos os critérios que qualificam um doador de sangue, não deixe de doar. Sua ação pode salvar vidas!

"Todos por Um" é a campanha da Universidade Estadual de Maringá/PR Foto: UEM
“Todos por Um” é a campanha da Universidade Estadual de Maringá/PR Foto: UEM

Com informações da Universidade Estadual de Maringá