Vaquinha para projeto Banho Digno, é destaque no Diário do Nordeste

377
Vaquinha para projeto Banho Digno é destaque no Diário do Nordeste - Foto: reprodução
Vaquinha para projeto Banho Digno é destaque no Diário do Nordeste - Foto: reprodução

Um destaque mais que necessário! Após o lançamento da vaquinha para o projeto Banho Digno, a campanha foi destaque no jornal Diário do Nordeste, em Fortaleza, no Ceará!

O Milton Mendes, que é idealizador da ação e responsável por coordenar os voluntários, conversou com os jornalistas e contou que o serviço que leva banho e dignidade aos moradores em situação de rua está parado há 5 meses porque o motor da van deles quebrou.

E a vaquinha ainda está aberta. Já conseguimos 50% do valor e precisamos alcançar R$ 10 mil para o projeto voltar às atividades. Contribua no Só Vaquinha Boa!

Momentos marcantes

Milton explicou na reportagem um pouco da sensação que é ajudar o próximo. Ele lembra um caso marcante, no qual a mãe agradeceu por ter a chance de sentir o cheiro da filha novamente. (ouça abaixo)

“Uma mãe chegou pra mim, chorando, e disse: ‘Muito obrigada por você me dar a oportunidade de, depois de seis meses, eu voltar a sentir o cheiro da minha filha. Porque ela tomava banho na praia e tinha o cheiro de sal; tomava banho na bica e tinha cheiro de lodo. Mas hoje, eu sinto o verdadeiro cheiro da minha filha’. Isso foi muito impactante”, lembrou Milton.

Van sem manutenção

Para fazer funcionar o Banho Digno, o Milton conta com a ajuda de sete voluntários e uma van, que ele ganhou em 2017 e foi toda adaptada para o projeto.

“A gente adaptou três banheiros com chuveiro na van: dois pra homem e um pra mulher. E tem uma parte dentro da van que é o berçário para as crianças, onde elas tomam banho, trocam fralda”, detalha.

Só que o carro quebrou, os banhos pararam e eles não têm dinheiro para o conserto. Milton estima que o projeto já chegou a disponibilizar 130 a 170 banhos por dia em Fortaleza, três vezes por semana.

Essa paralisação é muito triste, disse o Milton, principalmente porque ele se preocupa muito com a higiene das crianças, que sofrem com piolhos e outras infecções.

“Claro que tem três banheiros que a mãezinha toma banho, os homens também, mas o meu alvo central são as crianças. Me preocupo muito com as crianças assadas, cheias de piolho. Me dói muito”, concluiu.

Então vamos ajudar o Milton a retomar essa missão tão bacana e importante? Para fazer uma doação, basta acessar o Só Vaquinha Boa, colocar o valor e confirmar! É bem simples!

Projeto atende adultos e crianças - Foto: divulgação
Projeto atende adultos e crianças – Foto: divulgação
Milton é o coordenador do projeto - Foto: divulgação
Milton é o coordenador do projeto – Foto: divulgação

Você pode conferir a entrevista completa neste link do Diário do Nordeste!