Estudante cria foguete que faz reflorestamento e ganha prêmio

1713
Marina é estudante do Colégio de Agropecuária no Parana Foto: Divulgação
Marina é estudante do Colégio de Agropecuária no Parana Foto: Divulgação

A estudante Marina Grokorriski, do Paraná, criou um foguete com sementes de árvores nativas para reflorestar áreas atingidas pelas queimadas, como o Só Notícia Boa mostrou em 2020.

A novidade agora é que Marina, aluna do Ensino Técnico Agropecuário do Colégio Agrícola de Palotina, virou protagonista de uma campanha, após ser finalista do Solve for Tomorrow, um prêmio global da Samsung. (vídeo abaixo)

Ela fez tudo com a ajuda de mais duas colegas de classe e usou materiais biodegradáveis para fabricar o foguete.

Recuperação do Meio Ambiente

“Nós desenvolvemos o projeto pensando em criar uma ação sustentável, capaz de contribuir para uma recuperação do meio ambiente.

Me deixa muito feliz saber que, além de ter alcançado nosso objetivo inicial, inspiramos outras pessoas a conhecerem o campo da pesquisa e da ciência”, disse a estudante.

Além de terem sido finalistas da edição 2020 do Solve for Tomorrow, elas têm inspirado outros estudantes a conhecerem o campo da pesquisa e da ciência.

Protagonista

O filme, lançado nesta terça, 21, em celebração ao Dia da Árvore, foi produzido em parceria com a Cheil Brasil (vídeo abaixo) e teve a Mariana como protagonista graças ao poder da sua invenção.

A estudante ainda ganhou bolsas de estudo junto com as amigas para investir no próprio desenvolvimento e na carreira.

“Participar do Solve For Tomorrow nos trouxe uma visibilidade ainda maior e já vemos oportunidades de continuar criando ações sustentáveis nas universidades onde queremos estudar”, conta Marina.

O Prêmio Respostas para o Amanhã, versão brasileira do programa global da Samsung, o Solve For Tomorrow estimula alunos e professores da rede pública de ensino a desenvolver soluções inteligentes para desafios atuais da sociedade.

“Com esse programa, a Samsung tem alcançado um de seus objetivos, que é empoderar as pessoas e criar soluções criativas que tragam melhorias para a sociedade”, afirma Mario Laffitte, vice-presidente de Relações Institucionais da Samsung na América Latina.

O programa também conta com apoio da UNESCO no Brasil Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, Rede Latino-Americana pela Educação (Reduca), entre outros.

Mariane e o foguete semeador Foto: Divulgação
Mariane e o foguete semeador Foto: Divulgação

Assista ao vídeo da campanha onde a estudante e inventora mirim se tornou protagonista: