Motoboy humilhado em condomínio de luxo recebe apoio de internautas

4128

O motoboy Douglas Alves de Andrade Junior, 23 anos, foi humilhado e agredido na última terça-feira (16), por um empresário durante uma entrega em um condomínio de luxo em Manaus (AM).

Douglas está bem abalado com tudo que aconteceu 😞. Infelizmente, após a repercussão do caso, ele tem ficado sem entregas. Os restaurantes têm evitado contratá-lo.

Além disso, ele está trabalhando com a mochila quebrada, após o agressor jogá-la no chão. Tem vaquinha para apoiá-lo, só clicar aqui para ajudar.

Dificuldades 

Esse jovem trabalhador é motoboy há dois anos e, com muitas dificuldades, financiou a moto para conseguir trabalhar como entregador.

Com apenas um salário mínimo, hoje ele é o único responsável pelo sustento de casa. Mora com a mãe, a dona Georgete Tavares, de 60 anos, que sempre trabalhou como vendedora, mas hoje está desempregada e depende dele.

Além dos custos de casa e da moto, ele também paga a faculdade de Sistemas das Informações e está no primeiro semestre. O sonho do Douglas é dar uma vida melhor para a sua família.

Como tudo aconteceu

No vídeo que viralizou nas redes sociais, o empresário agride Douglas e ainda pega sua mochila de entrega e a joga para longe, danificando o material de trabalho do rapaz.

O registro foi feito pelo próprio motoboy, com a intenção de se proteger, já que sofreu ameaça de morte do morador que a todo momento dizia ter uma arma em casa.

A briga teria começado porque o Douglas entrou na garagem da casa para deixar o pedido na porta e o cliente não gostou da atitude.

“Ele disse que eu levaria um tiro por eu ter pisado na calçada dele. Ele não queria que eu tivesse deixado o pedido na casa, sendo que foi a mulher dele que pediu”, disse.

No mesmo dia, Douglas fez um boletim de ocorrência contra o empresário e está recebendo o suporte de um advogado para o caso.

Mobilização de motoboys

Em resposta, dezenas de motoboys fizeram uma manifestação na tarde desta quarta (17), e promoveram um “buzinaço” em protesto contra o morador que ameaçou Douglas.

O ato tomou conta da entrada do condomínio, e não houve registro de incidentes.

O caso do Douglas chegou até nós pelo jornal Em Tempo que nos auxiliou nas informações e no contato com o motoboy.

Se a história também tocou o seu coração, ajude o Douglas. Abrimos uma vaquinha pra ele no Só Vaquinha Boa. Clique aqui.

Veja o vídeo: