Projeto que converte CO2 em combustível ganha prêmio mundial

755
Os pesquisadores suíços utilizam a luz solar para fazer a transformação do CO2 e foram premiados com o Energy Globe Foto: Divulgação
Os pesquisadores suíços utilizam a luz solar para fazer a transformação do CO2 e foram premiados com o Energy Globe Foto: Divulgação

Pesquisadores da Suíça desenvolveram uma maneira sustentável de transformar o CO2 do ar em combustível usando a luz solar e ganharam 22º Prêmio Mundial de Energia.

O sol fornece energia e o CO2 que já está no ar é a base do combustível. Isso torna o combustível sintético neutro em relação ao CO2. Eles chamam o projeto de Sol para Líquido.

Esse combustível sintético poderá ser convertido em metanol, ou querosene.

Como?

O projeto Sun-to-Liquid  usa um sistema é composto por dois reatores e uma central solar. No primeiro reator, o CO2 e o vapor de água são retirados do ar.

Os dois ingredientes são enviados para um segundo reator. Lá eles são convertidos em monóxido de carbono e hidrogênio.

Esta mistura é conhecida como ‘syngas’. Este gás de síntese é levado para uma terceira câmara de reação, onde reage com um catalisador de cobre. Isso transforma o gás em substância líquida de metanol ou querosene.

Capacidade

A configuração experimental pode produzir 100 litros de gás de síntese em um dia. Isso deixa cerca de 0,05 litros de metanol puro. Isso pode não parecer muito, mas é apenas um teste.

Os pesquisadores estão convencidos de que podem produzir com muito mais eficiência, o que significa que o rendimento pode quadruplicar.

“Esta demonstração tecnológica pode ter implicações importantes para a indústria de transporte, especialmente para a aviação de longo curso e setores de navegação que dependem fortemente de combustíveis de hidrocarbonetos”, disse o líder do projeto Bauhaus Luftfahrt, Sizmann, em um comunicado à imprensa.

PRÊMIO ENERGY GLOBE

O Energy Globe World Award é organizado desde 1999 pela Austrian Energy Globe Foundation.

Este ano, cerca de 2.000 projetos de 182 países diferentes foram apresentados.

Os finalistas e vencedores foram apresentados na cerimônia celebrada em 8 de novembro de 2021 na conferência COP26 em Glasgow.

O projeto Sun-to-Liquid venceu na categoria de energia, junto com uma série de outras ideias.

Energia sustentável

“Agora estamos um passo mais perto de viver com uma ‘renda energética’ sustentável, em vez de queimar nossa ‘herança energética’ fóssil.”

Como o processo utiliza matérias-primas disponíveis em abundância (CO2 e luz solar), a técnica é muito promissora.

Ele pode atender à demanda futura por combustíveis sustentáveis ​​em escala global, sem ter que substituir a infraestrutura existente.

Com informações do BrightVibes