1 milhão de filhotes de tartarugas são soltos na Amazônia

550
Os filhotes de tartarugas foram soltos na Amazônia - Foto: Ibama
Os filhotes de tartarugas foram soltos na Amazônia - Foto: Ibama

Que momento encantador! Voluntários e biólogos soltaram 1 milhão de filhotes de tartarugas nas águas de um rio próximo da fronteira amazônica entre a Bolívia e o Brasil.

A cena emocionante foi assistida na semana passada por dezenas de pessoas que aplaudiram os bebezinhos, que são da espécie ‘tartaruga-da-Amazônia’, correndo até o rio Guaporé, ou Iténez, na fronteira. Coisa mais fofa! (assista abaixo)

A iniciativa é para preservar e proteger espécie, que devido à caça ilegal, corre risco de extinção.

Projeto binacional

Voluntários e biólogos desta ação são de um projeto binacional que desde 2007 faz um trabalho sério de preservação da espécie.

O projeto consiste principalmente na remoção dos ninhos de tartarugas que eclodem na areia e que correm o risco de afogamento se não agirem rapidamente.

Também tentam erradicar o consumo do animal que é comum nessas regiões e a caça.

Os Itonamas, indígenas do povo de Versalhes, na Bolívia, protegem 300 quilômetros de praias virgens para que as tartarugas se reproduzam com segurança.

“Escolhemos essa área por ser a maior área de desova de tartarugas da Amazônia. Cerca de 100 mil fêmeas desovam nessa área por ano. Esperamos mais de 10 milhões de filhotes nascerem este ano”, explicou Camila Ferrara, supervisora técnica da ONG WWF (World Wide Fund for Nature).

A espécie

A tartaruga-da-amazônia é uma espécie de grande porte, considerada a maior América do Sul. Os maiores exemplares podem alcançar 90 cm de comprimento ou mais e pesar até 75 kg.

Ela habita o rio Amazonas e seus afluentes, que se estendem pelos territórios das Guianas, Colômbia Peru, Equador, Bolívia e Venezuela.

Ah, e elas gostam de falar, hein? Pesquisas recentes demonstram que elas são bem comunicativas, produzindo sons dentro e fora d’água durante suas interações.

Assista ao momento e se emocione com a gente:

Com informações de TV Brasil