Gal Gadot será Cleópatra, a rainha do Egito, no cinema

589
Elizabeth Taylor (à esquerda) como Cleópatra, em 1963 e Gal Gadot (à direita) que irá mostrar uma rainha do Egito mais guerreira Foto: Divulgação
Elizabeth Taylor (à esquerda) como Cleópatra, em 1963 e Gal Gadot (à direita) que irá mostrar uma rainha do Egito mais guerreira Foto: Divulgação

Mulher Maravilha nas telonas, Gal Gadot está se preparando para outro papel forte feminino. Nada mais, nada menos que a rainha do Egito, Cleópatra.

A atriz israelense vai interpretrar a monarca africana no filme dirigido por Kari Skogland, que também dirigu Falcão e o Soldado Invernal.

Ainda enigmática, a produção dessa nova versão, segundo Gadot, será “uma história que o mundo precisa ouvir agora”.

Polêmica

O filme nem começou e é cercado de polêmica a respeito da cor da pele da atriz.

Assim que foi anunciado, Cleópatra foi alvo de polêmicas e críticas de whitewashing (embranquecimento) por não contratar uma atriz com a mesma origem da personagem-título, última rainha do Egito.

Mesmo assim, Gal Gadot defendeu a nova cinebiografia de Cleópatra, última rainha do Egito e nem citou que a Cleópatra vivida em 1963 por Elizabeth Taylor era branca e tinha olhos azuis.

O novo filme é escrito por Laeta Kalogridis (Alita: Anjo de Combate, Alexandre e Ilha do Medo).

Ainda não há mais detalhes de elenco, produção, ou previsão de filmagens do filme da Paramount.

Grandes produções

A história da última rainha do Egito já foi contada várias vezes em Hollywood, incluindo uma em 1934 estrelada por Claudette Colbert e a conhecida megalomaníaca versão de 1963, protagonizada por Elizabeth Taylor e Richard Burton.

“Eu não posso revelar muito, mas posso dizer que iremos celebrar a história de Cleópatra”, afirmou Gadot.

“Vamos mostrar não só o quão sexy e atraente ela era, mas quão estrategista e inteligente… e quanto impacto ela teve neste mundo que vivemos hoje.

Eu assisti a todos os filmes de Cleópatra que tivemos, mas sinto que contaremos uma história que é o que o mundo precisa ouvir agora”, concluiu Gadot.

Com informações do Omelete