Búfalas de Brotas livres: ONG ganha guarda definitiva e faz vaquinha. Saiba como ajudar!

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para Búfalas de Brotas livres: ONG ganha guarda definitiva e faz vaquinha. Saiba como ajudar!
Doe direto pelo PIX e-mail: vaquinha-bufalas-brotas@sovaquinhaboa.com.br  - O Só Vaquinha Boa está junto com a ARA nessa grande missão e por isso, estamos com a vaquinha oficial. Fotos: ARA

Após meses de luta, finalmente as mais de mil búfalas abandonadas em fazenda de Brotas (SP) estão livres! Com petição assinada mundialmente, a ONG Amor e Respeito Animal (ARA) ganhou a guarda definitiva dos animais. Agora, eles contam com o apoio da população para custear o tratamento desses seres inocentes.

O Só Vaquinha Boa está junto com a ARA nessa grande missão e por isso, estamos com a vaquinha oficial. Para contribuir e compartilhar a campanha, é só clicar aqui, ou doe direto pelo PIX e-mail:
vaquinha-bufalas-brotas@sovaquinhaboa.com.br 

“Essas búfalas nunca mais passarão um dia de fome durante o resto da vida delas. Nós queremos que todas tenham uma morte natural e por isso nós estamos lutando”, disse o presidente da ONG, Alex Parente.

Maior caso do mundo de maus-tratos à animais

A história das Búfalas de Brotas repercutiu em novembro do ano passado (2021), quando Alex presenciou um cenário chocante de animais mortos e passando fome e sede, após denúncia de maus-tratos.

No total, 1.002 búfalas foram acolhidas, porém, mais de 60 filhotes nasceram desde então e ainda há outros por vir, frutos da inseminação artificial à qual elas eram submetidas pelo ex-proprietário da fazenda.

Na época, dezenas desses animais morreram de fome e sede. A maldade foi tanta, que foram encontradas carcaças enterradas e animais em decomposição. Os que estavam vivos, estavam com as costelas à mostra e em avançado estado de inanição.

A situação era tão desoladora, que as búfalas, em sua maioria grávidas, também estavam sofrendo abortos espontâneos em decorrência da desnutrição. O caso é considerado um dos maiores de abandono e maus-tratos à animais do Brasil e do mundo!

As investigações
Investigações apontam que o proprietário da fazenda, o psicanalista Luiz Augusto Pinheiro de Souza, que vendia leite de búfala, deixou os animais à deriva de propósito para definharem no local. Ele teve prisão decretada em dezembro e após passar semanas foragido, em janeiro deste ano (2022) foi encontrado e preso.

Acompanhe o dia a dia da ONG com as búfalas pelo Instagram @búfalas_de_brotas e também pela Change.org. Acesse a petição da tutela aqui.

Ajuda urgente!

Desde o início dessa história, integrantes da instituição e profissionais voluntários se revezam em uma árdua jornada para tratar e recuperar esses animais e para garantir que haja condições, inclusive de infraestrutura e financeiras, de manter esse trabalho.

A ONG gasta de R$ 7 a R$ 10 mil POR DIA só de alimentação. São 30 toneladas de alimento, sem contar medicação, veterinários, exames e muito mais. As búfalas devem continuar no local por aproximadamente três anos, prazo estimado para a recuperação do rebanho.

“É emocionante ver animais que mal andavam de fraqueza por fome e sede, hoje em dia tendo comida, água e abrigo com respeito como indivíduos”, afirmou advogada da ONG, Antilia Reis.

Os novos filhotinhos

Por isso, estamos com a vaquinha para ajudá-los nos custos com o tratamento das búfalas.

A notícia boa diante disso tudo é que nasceram alguns bebezinhos lindos que precisarão de cuidados especiais, mas que nos trazem esperança!

“Tudo que nós estamos fazendo na fazenda, tanto na questão da assistência veterinária, alimentação, melhorando a estrutura onde estão os animais, construindo cerca, reformando o curral, tudo está sendo feito através de doações”, explicou Alex.

Para contribuir, CLIQUE AQUI ou doe direto pelo PIX e-mail:
vaquinha-bufalas-brotas@sovaquinhaboa.com.br 
 Compartilhe com os amigos. Vamos ajudar!
Foto: ONG ARA

Foto: ONG ARA

Foto: ONG ARA

Foto: ONG ARA

Foto: ONG ARA

Foto: ONG ARA