CEO do Snapchat paga dívida estudantil de quase 300 recém-formados

-
Por Monique de Carvalho
Compartilhar
Imagem de capa para CEO do Snapchat paga dívida estudantil de quase 300 recém-formados
Evan Spiegel e a esposa Miranda Kerr doaram mais de US$ 10 milhões, destinados ao pagamento de dívidas estudantis - Foto: reprodução

Evan Spiegel, CEO e cofundador do Snapchat, deu um super presente de formatura para os 285 graduados da Otis College of Art and Design em Los Angeles. Ele vai pagar mais de US $ 10 milhões em dívidas estudantis dos alunos.

A escolha pela Otis tem um motivo especial. O executivo frequentou aulas na escola como estudante do ensino médio e ele acredita que o que aprendeu lá foi muito importante na formação de quem ele é hoje.

“A escola mudou minha vida e me fez sentir em casa”, disse Evan em comunicado aos graduados. “Senti-me pressionado e desafiado a crescer cercado por artistas e designers super talentosos, e estávamos todos juntos nisso”, afirmou.

Parceria

Para Charles Hirschhorn, presidente do Otis College, o presente dado pelo CEO do Snapchat será “mudança de vida” para muitos dos graduados.

“A dívida estudantil pesa muito sobre nossos graduados diversificados e talentosos”, disse Charles.

O presidente da instituição não deu detalhes de como o pagamento do empréstimo funcionará, mas disse que o presente ajudará a pagar todas as dívidas que foram certificadas pelo escritório de ajuda financeira da escola.

A faculdade também usará a doação de Evan para criar o Fundo de Reembolso de Dívidas de Empréstimos.

Esse fundo fará doações de caridade para estudantes de graduação que tenham empréstimos educacionais semelhantes fora do Otis College.

Evan também fez questão de agradecer a esposa, Miranda Kerr, que contribuiu com uma parcela das doações.

Isso mostra muito que ser rico nem sempre é acumular dinheiro em uma conta bancária gorda para si mesmo. E Evan Spiegel deu o exemplo de solidariedade e empatia que esse mundo precisa! Parabéns!

Evan e Miranda - Foto: reprodução

Evan e Miranda – Foto: reprodução

Com informações de Fortune