Engenheira leva dignidade e reforma casas de famílias carentes de graça

-
Por Monique de Carvalho
Compartilhar
Imagem de capa para Engenheira leva dignidade e reforma casas de famílias carentes de graça
A engenheira Evelin é formada e atua no ramo social no MS — Foto: Redes sociais/Reprodução

A engenheira Evelin Mello, de 28 anos, acredita muito no poder que todos nós temos para mudar a realidade de quem mais precisa, com as ferramentas que temos. Ela usou seu talento na profissão e hoje leva mais dignidade habitacional a famílias de comunidades no Mato Grosso do Sul.

De tijolinho em tijolinho, Evelin Mello, teve que driblar o machismo para construir verdadeiros sonhos em lares de famílias carentes do estado. As reformas que ela faz são gratuitas e assinadas pela startup que a própria engenheira criou, a Digna Engenharia.

“Eu olhava e pensava: ‘por que ninguém atende este público?’. Vi o nicho de cliente e isso me fez ir atrás. A partir da dor dos meus pais e dos meus vizinhos a Digna nasceu”, contou.

As reformas gratuitas

A Digna Engenharia atende o público de duas formas: gratuita e com parcelamento em várias vezes. Ambas as modalidades possuem financiamento, ou ajuda de custo por parte de investidores que viram potencial no negócio.

Para as reformas que faz de forma gratuita, Evelin possui parceria com um grupo de assistentes sociais que fazem uma triagem para validar a possibilidade da integração da família no projeto.

Com quase cinco anos de atuação, a Digna Engenharia já atendeu mais de 100 famílias de forma gratuita. Mais de 100 sonhos que foram construídos e realizados.

“Para a modalidade gratuita, nós temos um doador-anjo [empresário anônimo que faz doações]. As famílias podem nos procurar para o atendimento. Criamos um formulário para ver se a pessoa se encaixa na necessidade. Mandamos o projeto e situação da família para a empresa doadora, eles aprovando, iniciamos a obra, que impacta diretamente na vida dos moradores”, explica a engenheira.

Os cadastros para esse perfil de família podem ser feitos diretamente no Instagram da Digna, neste link.

Já para a modalidade parcelada, Evelin conta com um fundo de captação de dinheiro. “Pegamos o dinheiro do fundo, aplicamos na obra e a pessoa que nos contratou pode fazer o pagamento geral em até 36 vezes, no boleto”.

Sonhava em ter vaso sanitário branco

Uma das pessoas atendidas pela Evelin foi a dona Maria Luiza de Arruda. A dona de casa sempre teve em mente o sonho de ter um banheiro com forro, vaso sanitário branco, uma torneira que abrisse por completo e que fosse “braquinho”, como ela diz. A vontade sempre foi adiada.

“Eu toda vida trabalhei em casa de família, sempre olhei os banheiros bonitos das pessoas. Eu queria muito ter um banheiro bem arrumadinho, com vaso branquinho, piso. Quando eu menos esperava, ela [Evelin] me ligou. Às vezes uma pessoa simples fica sonhando com a obra ou ter uma casa arrumadinha com dignidade, mas não consegue comprar o material”, comenta a beneficiária.

Experiência de vida

Foi a partir da própria história de vida que Evelin resolveu ajudar essas famílias.

Nascida e criada em uma região periférica de Campo Grande, a engenheira relembra que deu o primeiro passo para a criação da empresa, ainda com o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), no fim da graduação.

“Sempre morei na região de periferia. Meus pais sempre passaram por muita dificuldade. Então, a Digna começou quando vi o dia a dia dos meus próprios pais e vizinhos. Eu nunca tinha visto um engenheiro em uma obra de bairro. Via a dificuldade deles em juntarem dinheiro para contratarem um pedreiro”, contou.

Ela lembra que via as necessidades das comunidades e se questionava o que poderia ser feito para melhorar a condição de vida dessas pessoas.

Apesar de empreender em um nicho específico, Evelin acredita que a Digna vai um pouco mais além.

“A Digna não tem nada a ver com reforma. Nós trabalhamos com a transformação, que acontece depois que vamos embora. A reforma transforma as pessoas, elas observam que elas podem mais e percebem que podem não morar naquela situação insalubre. Nunca é tarde para realizar um sonho”, finalizou a empresária.

Antes e depois de uma das primeiras reformas feita por Evelin. — Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

Antes e depois de uma das primeiras reformas feita por Evelin. — Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

Reforma feita em uma cozinha. — Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Reforma feita em uma cozinha. — Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Área de serviço feita pela empresária e engenheira. — Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Área de serviço feita pela empresária e engenheira. — Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Com informações de Primeira Página