Família descobre fortuna com vaso raro ‘esquecido’ na cozinha!

-
Por Monique de Carvalho
Compartilhar
Imagem de capa para Família descobre fortuna com vaso raro ‘esquecido’ na cozinha!
O vaso ficava guardado na cozinha da família. A peça valia uma verdadeira fortuna - Foto: reprodução

Uma família descobriu uma verdadeira fortuna, que estava há décadas dentro casa e ninguém sabia! Eles compraram um vaso em uma feira comum e, 40 anos depois, descobriram que a peça era uma relíquia chinesa que vale quase R$ 1 milhão!

Segundo a casa de leilões Dreweatts, a peça foi adquirida por um médico cirurgião nos anos 80, que passou a relíquia par o filho – eles tiveram a identidade preservada.

O homem manteve o vaso na cozinha durante esse tempo todo, sem saber do real valor que tinha. A peça datada do século XVIII, período da dinastia Qianlong, foi leiloada por R$ 933 mil agora em maio.

Descoberta inesperada

O vaso foi “descoberto” por Mark Newstea, especialista em cerâmica asiática. Ele contou que viu a peça chinesa em meados dos anos 90, quando foi para um jantar na casa do antigo proprietário do vaso, um britânico, amigo pessoal

“Apesar de na época a minha área de atuação ser cerâmica europeia, tive uma sensação avassaladora de que era uma peça do século XVIII e muito boa”, revelou.

Mark contou que orientou o amigo sobre uma possível avaliação do vaso, mas ele não ligou muito.

A dúvida ficou na cabeça

Mais de 20 anos se passaram até que o proprietário decidiu ver se aquela peça realmente era tão valiosa quanto o amigo falava. E não deu outra.

Depois que descobriu que realmente se tratava de uma raridade, o proprietário foi orientado a levar o vaso para ser leiloado.

E o leilão começou começou forte.

Teve lances de R$ 621 mil e acabou comprado por R$ 933.

O novo dono é um colecionador que também não teve a identidade revelada.

E a família que tinha o vaso “esquecido” na cozinha agora comemora a verdadeira fortuna que recebeu!

Imagina ter tanta riqueza assim dentro de casa e nem saber?

O objeto, que é datado do século XVIII, período da dinastia Qianlong - Foto: reprodução

O objeto, que é do século XVIII, período da dinastia Qianlong – Foto: reprodução

Com informações de Diário do Nordeste