Agência de casamentos une pessoas com HIV

2003
AIDS-logo
AIDS-logo
Uma organização não-governamental (ONG), especializada em relacionamentos de pessoas portadora do vírus HIV, deu um pequeno, mas significativo passo, para provar que as pessoas portadora do HIV podem levar uma vida normal.
Daksha Patel é o fundador do Casamento Bureau HIV, empresa que trabalha com pessoas HIV-positivo no estado ocidental de Gujarat na Índia.

“Antes tinha a pressão da família e dos colegas para que as pessoas com HIV se cassassem. Algumas famílias chegavam a ordenar o casamento em qualquer lugar, sem revelar seu status de HIV-positivos, mas, os infectados bem conscientes não aceitaram esconder seus status dos seus cônjuges”, afirma Daksha.

A ideia é um tapa no preconceito que ainda ronda os portadores.
Noivos
Alka e Rasik Bhai Bhuva, um casal soropositivo, se casou através da agência.
Alksa chama sua união de um casamento de amor, e diz que ela se apaixonou pelo seu marido e pela vida depois disso.
“Estou casada há oito anos. Tenho todos os confortos e estou extremamente feliz com o meu esposo”, diz.
Poucas mulheres
A ONG enfrenta alguns problemas.
A maioria dos candidatos insiste em encontrar um parceiro do seu mesmo grupo social.
Além disso, o número de noivas é baixo: hoje existem apenas 4 mulheres, entre as 70 pessoas registradas na ONG.
Para os 140 casais, que foram unidos pela agência de casamento ao longo dos últimos oito anos, esta é nada menos do que a chance de levar uma vida normal.
Muitas, entre as 2,4 milhões de pessoas afetadas pelo HIV na Índia, continuam vivendo na solidão.
Com informações do ChannelNewsAsia.
Tradução Kariane Costa
Matéria sugerida por Karen Gekker