Vanusa vence depressão e lança CD de MPB após 20 anos

1113
Foto: reprodução/OFuxico|
Foto: reprodução/OFuxico|

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Vencer a depressão não é fácil, ainda mais para quem experimentou o sabor da fama, do sucesso…

Mas, guerreira, a cantora e compositora Vanusa conseguiu!

Ela deu a volta por cima depois de um período internada e ressurge agora, após 20 anos sem gravar, com um CD de MPB que carrega o peso de compositores como Zé Ramalho, Zé Geraldo, Angela Ro Rô, Vander Lee, entre outros, e produzido por Zeca Baleiro.

“Amigos são como anjos que nos incentivam a nunca deixar de acreditar em nossos sonhos. Obrigada, Zeca por todo carinho e dedicação para realizarmos esse novo trabalho”, escreveu Vanusa em sua página no Facebook.

A carreira de 50 anos foi paralisada em 2009, depois da fatídica interpretação do Hino Nacional – durante uma cerimônia na Assembleia Legislativa de São Paulo – sob efeito de remédios para depressão.

Vanusa esqueceu a letra, tentou improvisar… e acabou virando um dos primeiros virais na internet com milhões de visualizações do erro.

“Foi a gota d’ água para o meu drama. Depois daquele dia, em que eu estava passando mal, descobri que tinha labirintite nervosa e estava no fundo do poço”, disse a cantora em entrevista ao Extra.

A volta por cima

Mas o que parecia a pá de cal na carreira revelou Vanusa para um novo público e serviu como novo sopro de vida à artista, que pediu para ser internada.

Ela ficou 6 meses em uma clínica em Mina Gerais, em 2012. Lá fez terapia, exercício físico, mudou a alimentação e conseguiu se livrar dos medicamentos que tomava.

Agora Vanusa volta no salto alto, com seu franjão loiro, voz firme e o apoio do grande músico Zeca Baleiro.

“Ele era o único artista que ligava para a clínica quando fiquei internada em depressão. Conversamos muito e, depois de dois anos gravando, lançamos esse trabalho que leva meu nome de batismo”, contou Vanusa Santos Flores.

Foi Zeca Baleiro quem convidou, incentivou Vanusa a voltar para o estúdio aos 68 anos de idade e deu liberdade para a cantora escolher o repertório que retrata a nova fase da vida e da carreira.

“Hoje, faço acompanhamento com terapeuta, me sinto plena e com a memória perfeita”, ressalta.

Vanusa e Zeca Baleiro / Foto: divulgação
Vanusa e Zeca Baleiro / Foto: divulgação

O CD

No disco, que Vanusa simboliza como seu renascimento, ela também canta músicas de autoria própria como Tapete da Sala, Tudo Aurora, dela e Zeca Baleiro – que faz participação especial na faixa – e Traição.

A música que abre o CD é a deliciosa balada Compasso, de Ângela Ro Rô: “Estou deixando o ar me respirar, bebendo água pra lubrificar, mirando a mente em algo producente. Meu alvo é a paz”. “Amo a vida a cada segundo, pois pra viver eu transformei meu mundo. Abro feliz o peito, é meu direito”.

Uma das faixas mais que mais “tocam” no disco é Esperando Aviões, de Vander Lee: “Você me amou de um jeito tão aflito, que eu queria poder te dizer sem palavras. Eu queria poder te cantar sem canções. Eu queria viver morrendo em sua teia, seu sangue correndo em minha veia, seu cheiro morando em meus pulmões”.

O arranjo à base de violão e gaita de Haja O Que Houver tem a pegada característica de Zeca Baleiro nos arranjos e revela a voz romântica, bem colocada e tocante de Vanusa.

Vida nova

Tem várias letras que mostram a nova realidade e a visão de vida da cantora, que amadureceu e cresceu após os momentos difíceis.

Em Abre Aspas ela diz : “Se o mundo anda em linha reta, eu ando em linha torta, eu ando do meu jeito”. “Cansei de ser marujo raso. Vou andar à toa, vou ficar na boa. Se o mundo espera, então eu faço”.

“Embora a vida seja um estandarte da maldade, bem ou mal, eu prefiro a verdade”, diz a letra de Tudo Aurora, onde Vanusa e Baleiro fazem dueto.

“Vou cantar no meio do povo, vou sair pra vida de novo, fazer tudo que até hoje não pude fazer. Vou vestir a minha seresta, dividir o bolo da festa, vou tentar salvar esse pouco que ainda resta da minha juventude” –  trecho da letra de Mistérios, de Zé Geraldo e Mário Marcos, que encerra o CD.

O disco Vanusa Santos Flores é a prova de que ninguém deve se entregar. Que sempre existe saída. Que é preciso lutar, acreditar, trabalhar… que é possível se reerguer, retomar o prumo e vencer novamente!

Aplausos, Vanusa!

Brilhe… novamente!

Vendas

Ouça trechos do disco e compre na GooglePlay,  iTunes/Apple Store e na LivrariaDaFolha

Com informações do Extra e do SóNotíciaBoa