Melhores países do mundo para se viver: ranking

Foto: reprodução/Wikipedia
Foto: reprodução/Wikipedia

Uma pesquisa realizada pelo U.S. News & World Report, Universidade da Pensilvânia e a empresa de consultoria BAV, divulgada pelo jornal The Washington Post, mostra os 60 melhores países para se viver no mundo.

O projeto analisou a percepção de 16 mil pessoas sobre vários atributos, agrupados em nove categorias: aventura, cidadania, influência cultural, empreendedorismo, patrimônio, facilidade de se mudar, facilidade para negociar, poder e qualidade de vida.

Na pontuação média entre as diversas categorias, o primeiro posto foi ocupado pela Alemanha.

O Brasil ocupa o primeiro lugar quando o assunto é “aventura”.

Já os Estados Unidos aparecem no topo em “poder” e “influência”.

A Suécia é o país que ficou em primeiro no maior número de categorias, firmando o primeiro posto em “cidadania”, “vida sustentável” e “criação dos filhos”.

A pesquisa

As entrevistas foram realizadas com cidadãos da América, Ásia, Europa e África.

Do total de entrevistados, mais da metade foi da “elite intelectual” (universitários de classe média ou superior), outros 4,5 mil são líderes de negócios em organizações ou em seus próprios negócios, e o restante fazia parte do “público geral”.

A pesquisa é divulgada durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.

Top 20 dos melhores países do mundo/geral:

  1. Alemanha
  2. Canadá
  3. Reino Unido
  4. Estados Unidos
  5. Suécia
  6. Austrália
  7. Japão
  8. França
  9. Holanda
  10. Dinamarca
  11. Nova Zelândia
  12. Áustria
  13. Itália
  14. Luxemburgo
  15. Cingapura
  16. Espanha
  17. China
  18. Irlanda
  19. Coreia do Sul
  20. Brasil

Com informações do DiárioDePernambuco