Mulheres com cólicas ganham direito à licença-menstrual

1469
Foto: Thinkstock
Foto: Thinkstock

Só uma mulher para saber o que são as cólicas e como elas afetam o humor e a vida profissional.

Só que a maioria não tem escolha: precisa encarar o trabalho mesmo assim.

Não na província de Anhui, na China.

Lá as trabalhadoras conquistaram o direito de ter uma licença-menstrual.

Com um laudo médico que comprove a severidade das cólicas, as chinesas são liberadas para ficar um ou dois dias em casa por mês.

A regra passa a valer em março deste ano, de acordo com o site de notícias China. org.

Essa não é a primeira província chinesa a garantir às mulheres o período de licença por conta das cólicas menstruais.

A lei já vale em Shanxi e em Hubei.

Na Ásia, outros países como Japão, Coreia do Sul, Indonésia e Taiwan também oferecem benefícios parecidos.

Uma pesquisa publicada pelo Pub Med Health revelou que uma em cada dez mulheres têm cólicas intensas, a ponto de impedir que elas consigam seguir uma rotina normal durante o período que antecede a menstruação.

Com informações da Crescer

Opinião SóNotíciaBoa

Será diferente com as brasileiras?  Claro que não!

Então é hora de mobilização, de pressionar seu deputado a apresentar um projeto de lei assim!

Ligue para a Câmara dos Deputados e peça para falar com o parlamentar que você elegeu.

Anote aí o PABX: (61)3216-7100