Guarda-vidas de Santos salva criança de estupro na praia

34602
Fotos: Alexsander Ferraz/AT e arquivo pessoal
Fotos: Alexsander Ferraz/AT e arquivo pessoal

Com coragem e presença de espírito incríveis, uma guarda-vidas de Santos, no litoral de São Paulo, conseguiu salvar um menino de 8 anos que seria estuprado na praia por um homem de 29 anos.

Do alto do cadeirão na faixa de areia, na Praia de Aparecida, a servidora municipal Roberta Alessandra Oliveira Costa, de 37 anos, viu quando um homem estranho pegou a criança na beira da água, quando ela estava sozinha e a levou para o fundo.

O menino, de Santo André, no ABC, estava na altura do Posto de Salvamento 6, junto com o pai, a mãe e o irmão mais velho, na tarde desta terça-feira, 20, mas num momento de distração da família, ele se afastou.

Evandro Luiz de Campos Santana, de 29 anos, pegou o menino, na beira da água. Para não despertar suspeitas de quem estava por perto, o rapaz abraçou o garoto, como se já o conhecesse, e foi levando-o para o fundo.

“Eu já tinha visto a criança com os pais e o irmão em um guarda-sol atrás do cadeirão. O homem que abraçou a criança e a levou para o mar estava malvestido e não era da família. Por isso, achei tudo muito estranho e entrei na água”, conta a guarda-vidas Roberta Alessandra Oliveira Costa, de 37 anos.

O salvamento

A guarda-vidas viu Evandro pegar o menino no colo e mergulhar junto com ele, sinalizando uma intenção duvidosa.

“Logo me aproximei e tentei resgatar o menino, mas o homem o puxou para si. Neste momento, perguntei para a criança se ela o conhecia e a resposta foi não. Em uma segunda tentativa, consegui libertá-la e a levei para o raso”.

O menino logo correu para onde estava a família, que foi avisada em seguida pela guarda-vidas sobre o ocorrido.

Preso

Evandro tentou fugir, mas foi impedido por Roberta, que neste momento já contou com o auxílio do pai da criança.

Detido na praia pela guarda-vidas e o pai da vítima, até a chegada de policiais militares, Evandro chegou a ser agredido por banhistas.

O homem foi autuado na delegacia por sequestro. Ele mora em Dique de Caxetas, em São Vicente e tem passagens por homicídio e furto.

Com exceção do susto, o menino não sofreu lesões físicas, graças à ação rápida e perspicaz da guarda-vidas Roberta.

Com informações de ATribuna