Superbafômetro detecta 17 doenças com apenas um assoprão

813
Foto: reprodução / ACS
Foto: reprodução / ACS

Nosso hálito pode dizer a quantas anda a nossa saúde e nos ajudar a tratar antes, possíveis doenças.

Quando expiramos, além de soltarmos gás carbônico, nitrogênio e uma dose de oxigênio não absorvido pelo corpo, nós ainda botamos para fora os chamados compostos orgânicos voláteis, que chegam até nós através da poluição, por exemplo.

Por isso foi criado pelo Instituto Tecnológico de Israel um bafômetro superpotente capaz de diagnosticar 17 doenças em uma baforada só, com quase 90% de acerto, sem dor, picadas, nem exames invasivos.

O equipamento contém vários sensores especializados, capazes de separar e analisar cada soprão.

Ele contém um computador inteligente, que está sendo ensinado a identificar as “impressões digitais” que cada doença deixa na respiração humana.

Como

Os cientistas utilizaram 2.808 amostras “sopradas” por voluntários.

Cada um deles tinha pelo menos uma das 17 doenças que os pesquisadores querem diagnosticar, entre eles 8 tipos de câncer: inclusive no pulmão, nos ovários, na bexiga, na próstata e no rim, além de colite, problemas inflamatórios intestinais, Parkinson e até pré-eclâmpsia.

O computador, então, foi alimentado com amostras de pessoas saudáveis, para comparar e descobrir o que havia de único no hálito das pessoas que sofrem com cada doença.

Como resultado, o computador encontrou 13 compostos voláteis principais que, dependendo da quantidade, podem ser indicadores desses problemas.

Ao fim dos testes iniciais, o aparelho já estava conseguindo identificar as doenças com 86% de acerto.

A ideia agora é seguir aprimorando a inteligência artificial do equipamento, para ter certeza que o exame possa ser realizado com segurança pela comunidade médica.

Com informações da Super