Começa a funcionar satélite feito por alunos brasileiros: no espaço

967
Foto: reprodução|
Foto: reprodução|

Começou a funcionar esta semana o nanossatélite feito estudantes do ensino fundamental de Ubatuba, no litoral de São Paulo.

O satélite, lançado no espaço no último dia 9 de dezembro, chama-se Tancredo-1.

A invenção está sendo usada em experimento para estudar a formação de bolhas de plasma na atmosfera.

Essas bolhas interferem na captação de sinais de outros satélites e também de antenas parabólicas de países localizados próximos da linha do Equador.

O projeto, apoiado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e pela Agência Espacial Brasileira (AEB), foi muito elogiado.

Com ele os alunos (foto abaixo) também ganharam fama internacional.

Eles foram convidados para apresentar o trabalho em congressos no Japão e nos Estados Unidos, uma oportunidade para conhecerem as instalações da Agência Espacial Americana (NASA).

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Com informações do OlharDigital