Mercado tira produtos importados da prateleira contra xenofobia

854
Fotos: reprodução CEN / Twitter||
Fotos: reprodução CEN / Twitter||

Como seria nossa vida sem os produtos importados e sem o trabalho dos estrangeiros? Para fazer a população refletir sobre isso, um supermercado alemão deu uma lição contra a xenofobia – a aversão a pessoas ou coisas estrangeiras.

Durante um dia inteiro a loja Edeka, em Hamburgo, fez um protesto e tirou todos os produtos importados da prateleira. Vendeu apenas o que é fabricado no país, para surpresa dos clientes.

No lugar dos produtos estrangeiros, estavam mensagens como “Esta prateleira é muito chata sem diversidade”, “Nossa variedade agora conhece fronteiras”, “Esse é o vazio que fica em uma prateleira sem estrangeiros” e “Seremos mais pobres sem diversidade”.

“A Edeka defende a diversidade e temos uma vasta gama de alimentos produzidos em várias regiões da Alemanha. Mas é com os produtos de outros países que criamos a diversidade que os nossos clientes valorizam”, explicou a porta-voz da rede.

Acredita-se que, devido ao sucesso, a campanha pela diversidade se espalhe para outras unidades da rede, para mostrar ao povo alemão como eles são dependentes em seu dia a dia de produtos feitos em outros países.

Repercussão

O protesto foi no último dia 19 e rapidamente a notícia se espalhou por todo mundo.

Muitos comentários surgiram nas redes sociais, alguns negativos, mas a maioria apoiou a campanha e elogiou a sua ousadia do supermercado.

Os responsáveis pela marca disseram que ficaram satisfeitos com repercussão a respeito da ação.

mercado-xenofobia-2 mercado-xenofobia-3

Com informações da Época e Telegraph