Ex-fumante pode economizar R$ 1 milhão com dinheiro do cigarro

1045
Foto: Pixabay|
Foto: Pixabay|

O Fumante não percebe quanto gasta com o cigarro porque compra maços 1 vez por dia, geralmente.

Mas um especialista em educação financeira fez as contas e descobriu que o dinheiro gasto ao longo de uma vida com o fumo poderia mudar a situação financeira de muitos brasileiros.

Se parar de fumar um maço de cigarro por dia, economizar e investir o valor na poupança, a pessoa terá mais de R$ 1 milhão ao final de 30 anos, exatos R$ 1.028.274,92

A conta simples foi feita por Reinaldo Domingos, doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin).

O cálculo

Ele explica que um maço custa em torno de R$ 8.  Um fumante que consome um maço de cigarro por dia gastará a mais, por mês, R$ 240.

“Infelizmente, com os preços atuais, poucas pessoas se dão conta do risco financeiro que isso proporciona. É lógico que esse risco é muito menor do que os físicos, entretanto não podemos negar que esse impacto reflita na economia diária do fumante, especialmente neste momento de crise econômica”, alerta.

Se ela deixar de fumar e investir esse valor – R$ 240/mês, corrigindo anualmente – em uma poupança, por exemplo, ao final de 10 anos, ela terá R$ 63.291,18 e ao final de 20 anos, terá R$ 293.901,45.

“Se as pessoas pararem de fumar hoje e investirem esse dinheiro, daqui trinta anos, além de terem uma qualidade de vida muito maior, ainda terão uma boa reserva financeira. Será que não vale realmente a pena parar de fumar?”, questiona.

Na semana passada o SóNotíciaBoa mostrou a história de Lino Veloso, um cearense de 66 anos, que economiza 6 mil reais por ano e usa esse dinheiro, que gastava com cigarro, para viajar e melhorar sua casa. Releia aqui

Doenças

“O ato de fumar não faz só que o viciado perca dinheiro, o tabagismo gera uma despesa mundial de bilhões de dólares por ano, considerando os tratamentos das doenças relacionadas ao tabaco, às mortes de cidadãos em idade produtiva, o maior índice de aposentadorias precoces, o aumento no índice de falta ao trabalho e o menor rendimento produtivo”, diz.

O cigarro também faz com que os governos tenham menos dinheiro para investir em outras áreas da saúde, o que garantiria uma maior longevidade à toda população.

“Agora, se você é fumante, imagine: como você estará daqui a trinta anos se continuar a fumar? Sua saúde estará boa? Quanto você terá gasto?”

Reinaldo Domingos é autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa