Michael Jackson, 60 anos de polêmicas, hits e muito talento

1501
3 fases de Michael Jackson - Fotos: DCM/NewsPress/IndiaToday
3 fases de Michael Jackson - Fotos: DCM/NewsPress/IndiaToday

Michael Jackson completaria 60 anos nesta quarta, 29 de agosto, mas apesar de ter morrido em junho de 2009, por uma dose letal do potente anestésico propofol, o rei do pop continua vivo na cabeça dos fãs, no rádio, na web, nas mídias sociais, faturando milhões [para a família dele] e influenciando grandes nomes da música.

Um cantor, compositor e dançarino brilhante que teve a vida toda envolvida em diversos sucessos, injustiças e polêmicas.

A suposta castração química na adolescência, feita a mando do pai para não mudar a voz do mito, foi revelada este ano pelo médico particular do cantor.

Pedofilia desmentida

Ele também sofreu acusações de pedofilia, desmentidas depois de sua morte, quando já era tarde.

A inocência de Michael foi provada após Jordan Chandler afirmar ter mentido por ordem do pai, e que nunca teve a intenção de prejudicar o cantor, embora saiba da gravidade do que fez.

Consumido pela culpa e remorso, Evan Chandler, o pai, cometeu suicídio 5 meses após a morte de Michael Jackson.

Em 2003 ele também foi acusado de abuso sexual de menor por Gavin Arvizo, mas foi absolvido por falta de provas.

Vitiligo e plásticas

O cantor, que nasceu negro, também gerou polêmica à medida em que foi fazendo cirurgias plásticas para afinar o nariz, mudar o formato do rosto e aos poucos foi se tornando branco.

Michael tinha vitiligo, uma anomalia que provoca a perda da coloração natural da pele, devido à diminuição ou ausência de melanócitos – células que produzem a melanina, o pigmento que dá cor à pele.

Há rumores de que ele teria tomado remédios para acelerar o vitiligo para ficar com uma cor única no corpo, a branca.

Excêntrico

Dono do disco mais vendido da história dos EUA, Thriller, com 33 milhões de cópias, Michael era conhecido também pelo lado excêntrico.

Construiu o rancho Neverland, na Califórnia, do tamanho de 1.000 campos de futebol, onde criou uma espécie de ilha da fantasia.

Fazia os clips mais caros da música, encenados por famosos da música e do cinema.

Em 1985  comprou a discografia dos Beatles por US$47,5 milhões.

Em 1994 se casou Lisa Marie Presley, filha do rei do rock Elvis Presley.

Filhos

Michael teve dois filhos com a fã Debbie Rowe, com quem foi casado durante vários anos.

Paris Jackson nasceu em 1998 e Prince Michael Jackson I em 1997. Ambos teriam vindo ao mundo por inseminação artificial.

Ícone da música pop

Mas o talento incontestável do artista, sua música ímpar e a luta que encampou pela natureza sobreviveram a todos os escândalos em que se envolveu e foi envolvido.

Em 1985, a canção “We Are The World“/ USA For Africa, idealizada e composta por Michael Jackson e Lionel Richie, emocionou o mundo. O clip colocou no mesmo estúdio 45 dos maiores nomes da música mundial, para levantar fundos para famintos da África.

Até hoje Michael é referencia musical para antigas e novas gerações: Drake, Justin Bieber, Justin Timberlake, Ed Sheeran, Beyoncé, Adele…

Até o roqueiro Freddie Mercucry, do Queen, revelou ser fã de Michael Jackson e chegou a gravar uma música com ele nos anos 80, que só foi lançada após a morte dos dois em 2013.

Aos fãs, restam agora, além das lembranças dos maiores hits da história da música, as canções que ficaram guardadas e estão sendo divulgadas aos poucos desde sua morte, como essas:

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa