Pianista cego de 18 anos é tão talentoso que teve cérebro estudado: vídeo

Matthew Whitaker (dir) - Foto: reprodução / 60 minutes / CBS
Matthew Whitaker (dir) - Foto: reprodução / 60 minutes / CBS

O pianista prodígio Matthew Whiataker nasceu cego e os pais deles foram informados pelos médicos que a criança tinha 50% de chance de sobreviver. Até os dois anos de idade, ele passou por 11 cirurgias.

E mais do que contrariar os prognósticos da medicina, ele cresceu com um talento impressionante. Matthew toca piano e compõe desde os 3 anos, sem ter estudado música.

Hoje o prodígio de Hackensack, em Nova Jersey, EUA, toca de ouvido qualquer canção, de Dvorak a Beyonce.

Ele foi o aluno mais jovem a entrar na Escola de Música Filomen M. D’Agostino Greenberg de Nova York, para Deficientes Visuais, aos 5 anos de idade.

Com apenas 18 anos, Whitaker já fez turnês pelo mundo em locais de prestígio, desde o Carnegie Hall até o Kennedy Center, e ganhou vários prêmios de música.

Estudo do cérebro 

O talento de Whitaker chamou a atenção do Dr. Charles Limb, um neurologista que também é um músico.

Limb ficou fascinado com o que poderia estar acontecendo dentro do cérebro de Whitaker e pediu permissão à família do rapaz para estudá-lo.

O jovem pianista passou por dois exames de ressonância magnética – primeiro ao ser exposto a diferentes estímulos, incluindo música, e depois enquanto tocava em um teclado.

O Dr. Limb ficou surpreso ao descobrir que o cérebro de Whitaker parecia ter reajustado seu próprio córtex visual sem uso para construir outras vias neurológicas.

Quando Whitaker estava ouvindo uma de suas bandas favoritas, todo o seu córtex visual se iluminou.

“Parece que seu cérebro está pegando aquela parte do tecido que não está sendo estimulado pela visão e usando-a … para perceber a música”, disse Limb à CBS News em entrevista ao 60 Minutes .

“É meio que pegar emprestada essa parte do cérebro e religá-la para ajudá-lo a ouvir música”.

Quando o Dr. Limb apresentou a Whitaker suas varreduras cerebrais, mostrando como o cérebro do rapaz se iluminava quando ouve música, o jovem pianista ficou surpreso.

“Eu nem sabia o que estava acontecendo”, disse Whitaker.

Ao ser perguntado por que ele achava que seu cérebro estava iluminado de tal maneira, ele simplesmente disse: “Eu amo música”.

As músicas tocadas por Whitaker estão à venda na Amazon .

Ouça/assista:

Com informações da CBS e GNN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no: