Humilhados por desembargador, guardas recebem homenagem

747
Foto: Prefeitura de Santos
Foto: Prefeitura de Santos

Os guardas municipais que foram humilhados por um desembargador, que se recusava a usar máscara obrigatória por causa da pandemia, receberam uma homenagem da prefeitura de Santos, em São Paulo.

Eles ganharam medalhas por conduta exemplar. A prefeitura explica que a homenagem é um reconhecimento aos serviços prestados pelos guardas à sociedade, durante a ocorrência que ganhou repercussão nacional.

Em vídeo postado pelo G1, os policiais Cícero Hilário, 36 e Roberto Guilhermino, de 41, tentavam orientar o desembargador Eduardo Siqueira sobre o uso obrigatório da máscara na praia.

A agressão ocorreu na tarde do último sábado, 18. O desembargador chamou o guarda de ‘analfabeto’, chegou a rasgar a multa, jogar o papel no chão e, por fim, deu uma ‘carteirada’ ao telefonar para o Secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel.

A homenagem

A homenagem aos GCMs – Guarda Civil Metropolitana – foi na tarde desta segunda, 20, no Salão Nobre do Palácio José Bonifácio, com número restrito de pessoas, devido à pandemia da Covid-19.

Os guardas estão recebendo apoio e segundo a prefeitura, as multas foram lavradas, tanto pela falta de uso da máscara facial quanto por jogar lixo em vias públicas.

Orgulhoso

O guarda que foi humilhado pelo desembargador diz que cumpriu seu papel e, apesar de chateado, ficou orgulhoso por realizar sua função. Tanto ele, quanto o colega de trabalho, se mostraram indignados com o ocorrido.

Providências já estão sendo tomadas pela Corregedoria Nacional de Justiça. O ministro Humberto Martins, determinou a abertura de pedido de providências para apurar a conduta do desembargador.

A Associação dos Guardas Civis Municipais repudiou o ocorrido e informou que tomará as medidas judiciais cabíveis.

Outro lado

Essa não foi a primeira vez que Eduardo Siqueira agiu dessa forma.

Um outro vídeo obtido pela reportagem, mostrou que, no fim de maio, ele já havia desrespeitado e ameaçado um inspetor da GCM, ao ser flagrado também descumprindo o decreto municipal que obriga o uso de máscaras na cidade.

Em nota, o desembargador Eduardo Siqueira diz que o vídeo é verdadeiro, mas alega que foi tirado de contexto.

Com informações da Gazeta Web