Dinamarca inaugura o primeiro Museu da Felicidade

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Dinamarca inaugurou o primeiro Museu da Felicidade, para mostrar grandes coisas da vida, dos países e inspirar as pessoas.

“Esperamos inspirar as pessoas, torná-las mais felizes e também tornar o mundo um lugar melhor”, disse Meik Wiking, o CEO do museu.

Lembrando que a Dinamarca ficou em 2º lugar como país mais feliz do mundo, atrás da Finlândia no Ranking World Happiness Report 2019.

Criado pelo Happiness Research Institute, uma organização que estuda a ciência da felicidade, o museu tem sete exposições interativas para mostrar a felicidade de diferentes perspectivas.

São elas:

The Happiness Lab

De onde vêm os sentimentos de alegria em nossos cérebros? Como a felicidade muda com a idade?

A anatomia do sorriso

Você consegue reconhecer um sorriso falso e genuíno? Por que o riso é contagioso?

A História da Felicidade

Como nossa compreensão da felicidade mudou ao longo de 2.000 anos?

A Geografia da Felicidade

A Finlândia é o país mais feliz do mundo. Mas o Paraguai também. Como o seu país se sai no atlas da felicidade?

A Política da Felicidade

O Butão mede a Felicidade Nacional Bruta desde os anos 1970, mas como outros governos ao redor do mundo estão adaptando o bem-estar como uma meta para a sociedade?

Felicidade nórdica

Chove, em média, 170 dias por ano na Dinamarca – então por que a Dinamarca e os outros países nórdicos estão sempre entre os mais felizes do mundo?

O Futuro da Felicidade

A inteligência artificial se tornará emocionalmente inteligente? Nossos telefones saberão como nos sentimos?

Pessoas de todo o mundo também enviaram artefatos de felicidade – coisas que representam alegria para eles – que formam grande parte da exibição.

Como visitar

O Museu da Felicidade, inaugurado em julho, pode ser visitado na capital dinamarquesa, Copenhague, de terça a domingo, das 11h às 17h, horário local.

Veja como é o novo:

Com informações do Sunnyskyz