Cai a mortalidade infantil no Brasil, revela IBGE

Bebê com aliança dos pais nos pés - Foto: Pixabay
Bebê com aliança dos pais nos pés - Foto: Pixabay

A mortalidade infantil caiu no Brasil novamente. É o que mostra um levantamento do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

O índice foi de 12,4 por mil em 2018 para 11,9 por mil em 2019.

De 1940 a 2019, a mortalidade infantil caiu 91,9%, sendo que a taxa de mortalidade entre 1 a 4 anos de idade diminuiu 97,3%.

Em 1940, a taxa de mortalidade infantil era de cerca de 146,6 óbitos para cada mil nascidos vivos; já em 2019, a taxa foi de 11,9 por mil.

E a taxa de mortalidade para crianças de até 5 anos caiu de 212,1 por mil para 14 por mil nesse mesmo período, sendo que cerca de 85,6% das crianças que não chegam aos 5 anos morreram no primeiro ano de vida e 14,4% entre 1 e 4 anos de idade.

A meta

A notícia é boa, claro, mas ainda temos que melhorar para cumprir a meta dos objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) para o Brasil.

A objetivo até 2030 é reduzir a mortalidade neonatal para, no máximo, 5 por mil e para, no máximo, 8 por mil a mortalidade de crianças menores de 5 anos.

Essa Tábua Completa de Mortalidade da população brasileira, referente ao ano anterior, serve de subsídio para calcular o fator previdenciário das aposentadorias das pessoas regidas pelo Regime Geral da Previdência Social.

Com informações da Agência Brasil