Jogador Salah doa R$ 3 milhões para o seu país tratar Covid

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Mohamed Salah, jogador da seleção egípcia e atacante do Liverpool doou 400 mil libras, o equivalente a 3 milhões de reais, para ajudar o seu país no tratamento da Covid.

O dinheiro foi usado em tanques de oxigênio, em Nagrig, sua cidade natal, por meio da Nagrig Charity Association, instituição de caridade criada pelo jogador em 2017.

Além dos equipamentos, Salah também doou ambulâncias que operam desde julho de 2020 na cidade.

Nagrig fica a 130km de Cairo, capital do Egito, onde se vivencia a segunda onda de contaminação por coronavírus.

“Temos 14 cilindros de oxigênio dentro da Fundação de Caridade Mohamed Salah.

Eles ajudam as pessoas da vila de Nagrig, bem como as das vilas vizinhas”, disse Hassan Bakr, diretor da instituição de caridade.

“Também temos uma unidade de ambulância construída por Mohamed Salah, que funciona desde julho de 2020.

Isso também nos ajudou durante o coronavírus, no transporte de pacientes para os hospitais de isolamento”, finalizou.

O craque testou positivo para a Covid, em novembro do ano passado, enquanto estava concentrado com a seleção do Egito.

O jogador ficou assintomático, mas precisou cumprir as regras de isolamento antes de voltar para o Liverpool, na Inglaterra.

Boas ações

Não é a primeira vez que uma atitude de caridade de Salah é noticiada.

Em outubro de 2020, por exemplo, o nome do jogador circulou na imprensa inglesa pelo mesmo motivo.

Ele foi flagrado pelas câmeras do posto de gasolina ajudando um morador de rua vítima de maus-tratos de um grupo de rapazes embriagados.

Foto: REUTERS/Ahmed Fahmy
Foto: REUTERS/Ahmed Fahmy

Com informações do Independent