Governo antecipa vacinação contra Covid: começa hoje, diz Pazuello

1266
Pazuello antecipa vacinação - Foto: Adriano Machado/ Reuters
Pazuello antecipa vacinação - Foto: Adriano Machado/ Reuters

O governo federal decidiu antecipar a vacinação contra Covid-19 para esta segunda, 18, e não mais na quarta, como havia anunciado anteriormente o ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Pressionado por governadores, após o governador João Dória ter iniciado ontem a vacinação em São Paulo, Pazuello afirmou logo cedo, em entrevista coletiva, que a vacinação nacional contra a Covid-19 começará às 17h desta segunda-feira em todos os Estados, após a distribuição de doses da CoronaVac.

“Depois de ouvir os governadores, chegamos à decisão de que hoje ainda distribuiremos todas as vacinas aos estados, todas. A gente pode colocar a ideia de que hoje, ao final do expediente, os Estados começarem em seu município principal a vacinação. Nisso a gente adianta em um dia, cada dia é importante e eu acho que a gente pode começar hoje ao final do expediente”, afirmou Pazuello.

As declarações foram dadas em reunião simbólica com governadores no aeroporto de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, encontro que marcou o início do envio das doses para os Estados e Distrito Federal.

Pazuello reforçou que a divisão das seis milhões de doses vai respeitar as “proporcionalidades” de cada unidade da federação.

Ele disse que é papel dos governos e prefeituras não apenas fazer com que todas as pessoas tomem a vacina, mas também acompanhá-las.

Referência

O ministro da Saúde, disse que o país é “referência” e que a vacinação no Brasil será “a maior do mundo”.

“O Brasil é referência de vacinação no mundo e continuará sendo. Só com seis milhões de doses e a velocidade em que vamos aplicar, será a maior do mundo”, afirmou.

E falou em trabalho conjunto:

“Neste momento, tudo isso demonstra trabalho conjunto. Demonstra que a nossa lealdade federativa está mantida, mas do que depender do governo e do ministério nós vamos cumprir rigorosamente o que for combinado, em nome da nossa ética e palavra”, concluiu.

Com informações do R7