Estagiário da NASA descobre planeta com dois sóis

2714
Foto: NASA reprodução
Foto: NASA reprodução

Com tanta gente experiente por lá, foi ele quem brilhou. Um estudante do ensino médio de Nova Iorque, que estava no 3º dia de estágio no Goddard Space Flight Center da NASA, em Maryland, descobriu um planeta nunca antes registrado pelos cientistas e com dois sóis.

O estágio foi em 2019, mas a descoberta do TOI 1338, como é chamado, foi apresentada na primeira semana de janeiro no 235º encontro da American Astronomical Society em Honolulu.

Um artigo, do qual Cukier é co-autor com cientistas de Goddard, da San Diego State University, da University of Chicago e de outras instituições, foi submetido a uma publicação científica.

O trabalho era examinar as variações no brilho das estrelas capturadas pelo Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) da NASA.

“Eu estava procurando nos dados tudo que os voluntários sinalizaram como um binário eclipsante, um sistema onde duas estrelas giram em torno uma da outra e, da nossa visão, eclipsam uma à outra a cada órbita”, disse Cukier.

“Cerca de três dias após o início do meu estágio, vi um sinal de um sistema chamado TOI 1338. A princípio pensei que era um eclipse estelar, mas o momento estava errado. Acabou que era um planeta.”

Planeta

O planeta orbitando dois sóis, como Tatooine nos filmes Star Wars, é o primeiro de seu tipo para a missão TESS.

TOI 1338 b foi encontrado a 1.300 anos-luz de distância, na constelação de Pictor.

É o único planeta no sistema com duas estrelas. TOI 1338 b é o único planeta conhecido no sistema. É cerca de 6,9 ​​vezes maior do que a Terra, ou entre os tamanhos de Netuno e Saturno.

O planeta orbita quase exatamente no mesmo plano das estrelas, por isso experimenta eclipses estelares regulares.

Está entre os tamanhos de Netuno e Saturno e sofre eclipses regulares de suas estrelas.

As estrelas giram em torno umas das outras em órbita a cada 15 dias, sendo uma 10% mais massiva que o nosso sol e a outra mais diminuta e mais fria

Planetas com dois sóis, especialmente quando um é mais escuro como neste sistema, são mais difíceis de serem detectados pelo TESS.

A contribuição de Cukier ao examinar os dados das estrelas e as passagens do planeta na frente de ambas as estrelas foi a chave para identificá-los.

Análise

Depois de identificar TOI 1338 b, a equipe de pesquisa usou um pacote de software chamado eleanor , em homenagem a Eleanor Arroway, a personagem central do romance “Contato” de Carl Sagan, para confirmar que os trânsitos eram reais e não o resultado de artefatos instrumentais.

“Em todas as suas imagens, o TESS está monitorando milhões de estrelas”, disse a coautora Adina Feinstein, uma estudante de graduação da Universidade de Chicago .

“É por isso que nossa equipe criou eleanor. É uma forma acessível de baixar, analisar e visualizar dados de trânsito.

Nós o projetamos com planetas, mas outros membros da comunidade o usam para estudar estrelas, asteróides e até galáxias.”

Com informações da CNN e NASA