Labradora ganha festa de equipe da linha de frente da Covid

Foto: Rose Medical Center
Foto: Rose Medical Center

Uma despedida linda para um dos integrantes mais especiais do pronto-socorro do Rose Medical Center, em Denver, EUA: uma cachorra da raça labrador que desde março do ano passado vem confortando o pessoal da linha de frente, inclusive nos momentos mais tensos.

Wynn, uma labradora de apoio, treinada por uma das médicas, a dra. Susan Ryan, tem ajudado a melhor o humor da equipe que trabalha na luta contra o coronavírus na cidade.

“Ver e ouvir coisas que você não consegue deixar de ver tem um impacto sobre você. É aí que os cachorros entram. Quando você está na presença do cachorro e os acaricia, você está reservando um momento de apoio só pra você”, disse a dra. Ryan.

A médica criou Wynn por quase dois anos sabendo que ela eventualmente seguiria para um treinamento mais avançado em seu caminho para se tornar um cão de serviço.

Novos horizontes

Na semana passada, a equipe se reuniu para celebrar o último dia de Wynn na emergência, já que a labradora segue agora para um treinamento mais intensivo na sua jornada de cão de apoio.

Alguns aclamaram Wynn como “heroína”.

“Todos nós testemunhamos muita coisa este ano. Tínhamos uma camaradagem incrível, éramos o melhor time que já imaginei ter por perto e ela fazia parte do nosso time – ela nos acompanhou”, disse Ryan .

“As pessoas simplesmente a acariciavam e sorriam e isso nos dias mais difíceis.”

O futuro treinamento de Wynn será no Canine Companions for Independence e é esse treinamento que vai determinar qual o tipo de cão de serviço ela vai se tornar.

A Dra Ryan disse que a labradora poderá ajudar desde um veterano de guerra a uma criança com necessidades especiais, ou até mesmo ser um cão de guarda em um tribunal ou hospital.

Com informações do Sunnyskyz