Mulher de 105 anos vence a Covid e revela segredos de resistência

Foto: Twitter
Foto: Twitter

Uma mulher de 105 anos que venceu a Covid-19 compartilhou os segredos dela de resistência para uma vida longa. São três, basicamente.

Lucia Declerck é de de Nova Jersey, nos EUA e soube que estava com a doença no dia do aniversário deste ano, em 25 de janeiro.

Paciente mais velha do Centro de Enfermagem e Reabilitação de Mystic Meadows, em Little Egg Harbor Township, ela conta que além de evitar os chamados ‘junk food’, comer besteira, ela tem mais um segredinho de longevidade: ela adora passas embebidas em gim.

“Você coloca em uma jarra e guarda por nove dias. Depois coma nove por dia. Tem gosto de doce”, contou dona Lúcia.

Se dá certo ou não, é difícil saber, porém, a idosa apresentou apenas sintomas leves e teve febre baixa por um dia, quando teve Covid-19.

Ela revelou que, mesmo com seus hábitos, não esperava chegar aos 105 anos: “Claro que não”, afirmou.

Positiva

Mas não foram apenas a dieta e a oração que ela sempre faz. A idosa também é “uma pessoa muito positiva”.

“Sempre que temos visitantes no prédio, todos passam no quarto dela”, disse Michael Neiman, o administrador do centro de enfermagem, em entrevista à FOX.

A idosa pode ser a pessoa mais velha a vencer um caso de COVID-19 nos Estados Unidos, mas  o recorde mundial é da freira francesa de 117 anos, que também se recuperou depois de um teste positivo para o vírus em janeiro.

Vacinada

Depois de recuperada da Covid, Lucia DeClerck já recebeu as duas doses da vacina.

“Acho que as pessoas estão fascinadas com a história dela porque veem que você pode ter 105 anos e ainda se recuperar desse temido vírus”, concluiu Michael Neiman.

Fotos: Arquivo Pessoal
Fotos: Arquivo Pessoal

O segredo da idosa é deixar as passas embebidas em Gim Foto: reprodução
O segredo da idosa é deixar as passas embebidas em Gim Foto: reprodução

Com informações da Fox News