Enfermeira faz caminho de pedras para vacinar idoso contra Covid. Vídeo

Foto: reprodução /DN
Foto: reprodução /DN

Aplausos para essa profissional da saúde que não mede esforço para realizar seu trabalho e proteger o seu povo! Veja a atitude da enfermeira Ana Kalini para vacinar um idoso de 102 anos contra a Covid, no Ceará.

Como o carro da equipe não passava, ela fez um caminho de pedras para garantir que o homem fosse imunizado. Sim, ela pegava pedras com as próprias mãos e colocava na estrada de terra.

“O acesso em Pedra Branca é muito difícil, já que é uma serra, tem muita estrada de terra e, também, porque havia chovido na noite anterior, então o carro deslizava muito”, contou a enfermeira.

A missão

Com a atitude de Ana Kalini o carro da equipe de saúde conseguiu subir a serra e vacinar a população idosa do Sítio São José, na zona rural de Pedra Branca, em especial, o seu Francisco Henrique de Lima, de 102 anos.

“A gente não pode parar no meio do caminho”, disse a enfermeira Ana Kalini.

O vídeo

O vídeo que mostra a enfermeira carregando as pedras se espalhou nas redes sociais.

Ele foi gravado para mostrar à coordenadora dela a dificuldade de acesso para vacinar a população do Sítio São José, que tem mais de três mil pessoas.

A profissional da saúde alertou que a situação de Pedra Branca é delicada, principalmente, porque o hospital mais próximo não possui UTI.

“Precisamos vacinar essa população porque com os casos subindo, a situação pode ficar mais difícil. O hospital daqui é de pequeno porte e nem tem UTI, precisaríamos ir para o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC) e lá praticamente todos os leitos estão lotados”, contou.

Situação crítica

De acordo com o site Integrasus, 87,9% dos leitos de UTI do HRSC estão ocupados.

Além disso, de acordo com o site da prefeitura de Pedra Branca foram recebidas 1.782 vacinas e, dessas, apenas 50 doses foram aplicadas. A taxa de vacinação está em 2,81%.

“As pessoas estão com medo. Nós, profissionais da saúde, também estamos, uma mistura de apreensão e medo. Por isso, nós não podemos é parar no meio do caminho”, concluiu a destemida Ana Kalini.

Veja a cena comovente:

Por Andréa Fassina, da Redação do SóNotíciaBoa – Com informações do Diário do Nordeste