Casal de golfinhos é flagrado no canal de Veneza pela Guarda Costeira. Vídeo

Foto: reprodução Guarda Costeira de Veneza
Foto: reprodução Guarda Costeira de Veneza

Os golfinhos estão de volta ao Canal de Veneza, na Itália. Desta vez a fonte é oficial e foi registrada pela guarda costeira da cidade mais romântica do mundo.

Sem o tráfego marítimo e os turistas, o Grande Canal foi palco para os lindos animais marinhos, que tinham desaparecido no passado por causa da poluição e da grande movimentação de embarcações pela cidade italiana.

Eles foram vistos no início da semana e encantaram os moradores que atribuem a chegada dos golfinhos à ausência da poluição sonora e à paz, consequências das restrições impostas pelo isolamento social da pandemia.

O casal simpático de golfinho se aventurou de maneira cautelosa pela bacia de San marco, desde o canal Giudecca até o Grande Canal.

Explorando a calmaria

A localização dos dois cetáceos foi comunicada à Sala de Operações da Autoridade Portuária de Veneza e à “Equipe de Resposta a Emergências de Cetáceos” – Cert – da Universidade de Pádua.

O alerta foi dado por vários cidadãos, espantados com o avistamento incomum. (vídeo abaixo)

O escritório do porto imediatamente enviou seu próprio veículo para verificar os animais, mas o casal de golfinhos não parecia perdido, em dificuldades, nem precisava de ajuda.

Eles estavam simplesmente explorando as águas calmas.

Vídeo

Não é a primeira vez que se avistam golfinhos na lagoa, mas a chegada a uma área de grande concentração humana, como a de San Marco, surpreendeu os venezianos que tiveram a sorte de admirá-los.

Luca Folin conseguiu uma imagem incrível que mostra os golfinhos nadando pacificamente na lagoa. Quem estava nas embarcações não conseguiu conter a emoção aos ver os mamíferos pela primeira vez depois de tanto tempo.

A Guarda Costeira, por sua vez, soltou um alerta e recomendou não incomodar os cetáceos e apenas relatar a sua presença, caso mais algum seja visto no local.

Assista ao vídeo:

Por Andréa Fassina, da redação do Só Notícia Boa – Com informações da Guarda Costeira de Veneza/Pozitizie