É hoje: chuva de estrelas cadentes começa a partir da meia-noite

A chuva de estrelas cadentes começa a partir da meia-noite - Foto: divulgação
A chuva de estrelas cadentes começa a partir da meia-noite - Foto: divulgação

Torça pra fazer tempo bom onde você está e faça os seus pedidos! Entre hoje, 21 e quinta-feira, 22, teremos chuva de estrelas cadentes, os chamados meteoros, a “Líridas”.

O fenômeno é comum no mês de abril e poderá ser visto com mais intensidade em locais escuros e de céu limpo, a partir da meia noite.

“Para grande parte do Brasil, os meteoros vão começar a surgir após a meia noite e vão se intensificando até o amanhecer. Mas se não tiver disposição para acompanhar a noite inteira, o ideal é acordar por volta das 2h ou 3h e ficar até começar a clarear”, informou a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros – Bramon.

Se você estiver em Fortaleza, melhor ainda. A Bramon disse que a maior taxa média de meteoros é geralmente vista na capital do Ceará, com 14,2 “estrelas cadentes” por hora.

Como assistir

A Bramon revela que “no Brasil, temos algo entre 7 e 15 meteoros por hora, mas apenas em locais escuros, afastados dos grandes centros urbanos”.

E a rede recomenda: “desligar as luzes ao redor e bloquear as que não puder desligar ajudará a visão a se adaptar às condições de baixa luminosidade, tornando-a mais sensível”.

Mas não precisa fazer aglomeração. Lembre que estamos em pandemia. O ideial é assistir ao fenômeno pela janela, ou na varanda, sem sair de casa.

Líridas

A Líridas é considerada a mais antiga e a primeira das grandes chuvas de meteoros do ano.

Os meteoros, popularmente conhecidos como “estrelas cadentes”, são um “fenômeno luminoso que ocorre quando um pequeno fragmento de rocha espacial atravessa nossa atmosfera em altíssima velocidade”, como define a Bramon.

Toda vez que um cometa passa, deixa detritos de gelo e rochas, e a órbita da Terra cruza esse rastro. Quando isso ocorre, temos uma chuva de meteoros.

Animou? Então ponha o relógio para despertar para não perder o espetáculo.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa – com informações do Diário do Nordeste